aki

cadastre-se aqui
aki
Política
09-12-2016, 21h07

Temer, Alckmin e Lula têm novo desgaste na Lava Jato e Zelotes

Peemedebista, tucano e petista estão na mira do Ministério Público
5

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

Mal acabou a crise entre o Senado e o STF, surgiram novas turbulências políticas para o presidente Michel Temer, o governador Geraldo Alckmin e o ex-presidente Lula. Novos detalhes de delações da Odebrecht trouxeram dano a Alckmin e Temer. O Ministério Público Federal abriu nova frente de batalha contra Lula.

Segundo a “Folha de S.Paulo”, delações de executivos da Odebrecht apontam repasse ilegal de recursos para as campanhas de Alckmin ao governo paulista em 2010 e 2014.

Alckmin sofre desgaste numa hora em que estava em vantagem em relação ao senador Aécio Neves e ao ministro José Serra na disputa interna do PSDB para ser candidato a presidente em 2018. Alckmin, que foi um dos vencedores das eleições municipais, foi citado na Lava Jato assim como Aécio e Serra.

Em relação a Temer, vieram à tona nesta sexta mais detalhes de um pedido de contribuição de R$ 10 milhões que o presidente admite ter feito à Odebrecht em 2014.

Temer e Alckmin negam irregularidades, mas as acusações de entrega de dinheiro vivo a pessoas próximas aos dois políticos causam, no mínimo, um dano e os colocam na defensiva.

O ex-presidente Lula sempre negou ter atuado para traficar influência no governo ou na condição de ex-presidente. Mas a denúncia abre mais uma frente de batalha do Ministério Público Federal contra o petista. Lula é acusado de tráfico de influência e lavagem de dinheiro, entre outros crimes, por causa de medida provisória a favor da indústria automobilística e de suposto lobby a favor da compra de caças suecos para a Aeronáutica.

Lula já responde a ações judiciais no âmbito das operações Lava Jato e da Janus . Agora, pode ser processado por causa da Zelotes. Além do desgaste político, é mais um obstáculo jurídico que dificulta eventual candidatura do petista em 2018.

Assista aos temas do “SBT Brasil”:

Comentários
5
  1. mano disse:

    É evidente também um grande desgaste do juiz Sérgio Moro, pois a foto do juiz da lava jato conversando com o senador Aécio Neves tem características de muita aproximação e afinidade (amizade íntima) entre os dois, ou seja, não se trata de mera cordialidade. De acordo com o código de processo civil o juiz Sérgio Moro deve declarar-se suspeito para julgar o ex- presidente Lula.
    Veja o que diz o Art, 135 do código de processo civil: Reputa-se fundada a suspeição de parcialidade do juiz, quando:
    inciso I – amigo íntimo ou inimigo capital de qualquer das partes;
    inciso V – interessado no julgamento da causa em favor de uma das partes.

  2. joao dias disse:

    Kennedy, Bom Dia. A cada dia estamos mais convictos de que o Brasil tem Jeito e, sem jeito, mesmo, são a maioria absoluta de nossos dirigentes e representantes, há décadas e sem nenhuma sinalização de melhoria ou renovação na prática de governar com seriedade,o nosso País, compreendendo, Uniao, Estados e Municipios, que buscam vender eficiencia, na contratação de vultosa verba publicitária. Hoje, os nossos governantes se denunciam, ao declarar para a população brasileira, rigor absoluto na gestão dos recursos do erário. É uma confissão de que antes, a coisa pública não tinha rigor, no seu gerenciamento. E o resultado astá aí, falando que agora serão rigorosos. No governo de FHC, a União assumiu todas as dividas de Estados e Municipios, com a obrigação da contra partida de uma administração honesta e gastos compativeis com a receita.Nada disso aconteceu e começaram velozmente gerar novas dívidas, com irresponsabilidade, até chegar a insolvencia de hoje, sem penalidades. Crise de Homens.

  3. Alberto disse:

    E viva a terra brasilis !!!!!!!!!!!!!!!!!

  4. joao dias disse:

    Kennedy, os brasileiros não suportam mais, a passividade de acompanhar no dia a dia, mes a mes, o executivo, legislativo e Judiciário, preocupados basicamente em resolver isoladamente os problemas pessoais ou corporativos, destacando os cargos públicos para familiares ou para pessoas bem proximas. E olha que todos os dias falam que os problemas da nação se resolve com o congelamento do orçamento, por vinte anos e aumentos na contribuição previdenciaria, para sacrificar a classe média e os mais pobres e nada se fala na revisão da renuncia fiscal , de bilhões de reais, sem garantia de retorno direto e indireto, de beneficios sociais e economicos; nao se fala na taxação da distribuiçao de lucros e dividendos, na remuneração do capital e na cobrança de impostos sonegados e pagos pelo consumidor. Tentam desestruturar a receita federal e a PF. Enquanto isso , o forte lobe do sistema especulativo, cobra Selic baixa, para gerar nais juros, não para o investidor, mas p/especulador.

  5. marques disse:

    Socorro!!! Help!!! SOS!!!…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-07-13 23:38:38