aki

cadastre-se aqui
aki
Política
24-08-2016, 9h17

Temer deveria barrar ação do PMDB para elevar salários do STF

Governo que pede sacrifício ao povo não pode privilegiar elite
9

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

O governo precisa descer do muro. Aprovar o projeto que eleva o salário de ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) significa permitir um efeito cascata sobre as contas de outras categorias de servidores da União e também de Estados e municípios.

O salário de um ministro do STF serve de teto para todo o funcionalismo público. A proposta em tramitação no Senado prevê reajuste de R$ 33,7 mil para R$ 39,2 mil.

Um governo que fala em reforma da Previdência e num teto para limitar despesas públicas que atingirá educação e saúde não pode dar aumento salarial para a cúpula do funcionalismo. Senadores do PMDB que temem acusações da Lava Jato querem agradar ao Supremo Tribunal Federal. Estão com medo dos ministros do tribunal.

O ministro Ricardo Lewandowski, que pressiona pelo aumento, está agindo como líder sindical e não como um membro da elite política que deveria ajudar o país a sair da crise. Os ministros do STF deveriam se manifestar contra a aprovação desse projeto.

O presidente interino, Michel Temer, que deverá ser tornar efetivo na semana que vem, não deveria permitir a aprovação dessa proposta. Se permitir, dará um sinal de fraqueza que reforçará articulações no Congresso para desidratar a reforma da Previdência e a proposta de criação de um teto para limitar as despesas públicas. Também dará um sinal de tibieza para o mercado financeiro.

É uma vergonha que senadores da República e ministros do STF queiram aprovar essa medida agora, porque os cofres públicos não têm espaço para isso, a não ser cortando mais gastos com os mais pobres.

*

Gilmar x Janot

Na escalada do conflito entre o ministro do STF Gilmar Mendes e o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ambos têm um pouco de razão.

Gilmar Mendes está certo ao apontar excessos do Ministério Público na Lava Jato. Ajuda a evitar abusos. Deveria até ter se manifestado antes.

O ministro acertou ao criticar uma das 10 propostas do pacote anticorrupção apresentado pelos procuradores da Lava Jato e o juiz federal Sérgio Moro, aquela que admite prova ilícita obtida de boa fé. Isso é admitir que os fins justificam os meios, algo incompatível com o conceito de justiça.

Janot acerta ao questionar por que a Lava Jato incomoda alguns setores. Suspender a negociação de delação da OAS é correto temporariamente, para averiguar quem vazou uma citação a Dias Toffoli que, aliás, ele disse ontem inexistir.

No entanto, engavetar a delação de vez seria ruim, porque poderia proteger figuras políticas que não merecem ser protegidas. A Lava Jato foi longe demais para colocar na gaveta revelações tão importantes como as dos executivos da OAS. O Brasil tem o direito de conhecê-las.

*

 Fim melancólico

A Executiva Nacional do PT votou contra a proposta feita pela presidente afastada, Dilma Rousseff, de realização de plebiscito para antecipar a eleição presidencial de 2018.

Ora, o PT deveria ter discordado assim de Dilma quando ela estava no poder e não dava satisfações sobre as suas ações na economia e na política. O presidente do PT, Rui Falcão, já havia dinamitado essa proposta antes de Dilma lançar a carta.

Chega a ser cruel votar contra agora, na semana em que vai começar a votação final do impeachment. É ajudar a empurrar a presidente para o abismo e dar um sinal público de distanciamento. Dilma e o PT nunca se entenderam muito bem. Deu no que deu.

Ouça o comentário no “Jornal da CBN”:

Comentários
9
  1. Maria Aparecida Ramos Tinhorão disse:

    Elevar salários do judiciário às custas dos aposentados, é no mínimo, uma incoerência .
    O legislativo deveria ser o maior agente cooperativo do processo de saneamento financeiro, afinal é o maior custo social sem retorno.

    • walter disse:

      Seria muito bom, cara Maria Aparecida, que tudo isto fosse verdade; ou seja, o não aumento do Judiciário e consequentemente, todo o funcionalismo, congresso…etc…Se tem uma posição que deve ser mantida pelo Temer neste momento, deve ser o não aumento; o PMDB precisa dar um tempo ao Temer.
      O Supremo vem se expondo, em demasia, até num momento critico do País; nesta hora a constituição, fica em segundo plano; poderíamos criar um paralelo do supremo com pt; ações equivalentes…todas nas piores horas do País…
      Quanto ao Pt, mostrar-se contra, o plebiscito da dilma; já “estava escrito”, não poderiam deixar de manter a tradição negativa, com seus “colegas”prejudicados; lei do cão a todos…

    • Edi Rocha disse:

      Esse governo, esses deputados e esse judiciário (incluído o MPF) tão pouco ligando pra população, para os desempregados e para os que estão prestes a perder o emprego.
      .
      Quem ganha menos é que sofre. Se 01kg de feijão passa de R$ 5,00 para R$ 15,00, houve um aumento de R$ 10,00, logo:
      .
      – Para quem ganha um salário mínimo, isso significa uma despesa extra (só neste item e por 01 unidade apenas) de 1,14% do salário.
      .
      – Para quem ganha mais de R$ 33,000,00 (STF), isso significa uma despesa extra (só neste item e por 01 unidade apenas) de 0,03% do salário.
      .
      E ainda querem sacrificar mais ainda os que ganham menos e os que estão desempregados.

  2. Stanislaw: ISSO É UMA VERGONHA! PRECISAMOS PASSAR O PAÍS A LIMPO! disse:

    Kennedy, seu comentário é corretíssimo, dentro de seu padrão de um jornalista ponderado mas, mesmo assim, não conseguiu disfarçar sua indignação.
    Como pode haver tanta insensibilidade? E, o pior, em membro do STF?
    A insensibilidade é o caminho que leva à total falta de vergonha na cara!
    E a falta de vergonha na cara é o mal do país! Sem vergonha na cara não haverá solução para a crise moral, política, econômica e social do país!
    O mau exemplo que tem vindo de cima está levando o país ao caos… a paciência tem limite e quando ela acaba geralmente a conseqüência é a revolta!
    Há 13 milhões de desempregados e nas casas de muitos ainda empregados, a comida está sendo racionada por causa do aumento da inflação.
    Quem ainda tem salário de mais de “mil reais por dia”, com estabilidade de emprego, mordomias etc, deveria ter um pouco de… bom senso, vá!

  3. Mauro disse:

    A concordância em aumentar o salário dos juizes do Supremo e outros, mostra o quanto esse sistema politico-administrativo brasileiro está totalmente errado, viciado e calcado em tempos imemoriais onde “castas” privilegiadas vivem distante da realidade e alheias ao problemas da sociedade.
    A verdade é que, alguns que se julgam (e são tratados!), como sendo diferentes da maioria, apodrecem idéias e tentativas de corrigir desvios e atalhos, que só levam cada vez mais ao atraso de toda a sociedade.
    O dinheiro dos aumentos é o dinheiro dos nossos impostos e não uma “invenção” para cobrir gastos e que surge do nada.É dinheiro que vai faltar para necessidades básicas e que vai alimentar inflação e outras tantas coisas que sabemos muito danosas ao estado em geral e a todos, sem exceção.
    É mais do que hora,que a sociedade organizada se levante e cobre uma nova postura e um novo sistema politico-social-econômico, porque do contrário nunca deixaremos de ser o “país do futuro”!

  4. Sônia Ribeiro disse:

    Temer ou qualquer outro deveria promover a reforma penal, política, tributária, fiscal e moralizar esta corja política. Michel Temer deveria cortar gastos públicos, não promovê-los. Esta classe política deveria repensar o país começando por ela mesma. Deveriam tomar vergonha na cara e parar com essa guerra de bastidores visando se protegerem mutuamente e lembrarem de que são eleitos e pagos pelo povo e para o povo; que está desempregado, passando um perrengue atrás do outro. Que tem medo de sair às ruas, não dispõe de educação, nem saúde! O povo não aguenta mais esta intriga de comadres, com o país paralisado, falido e infeliz!!! Já deu! Será que eles querem que desenhemos?!!!

  5. Santos disse:

    Acho que as “excelências” com tantas investigações em curso e muitos prováveis julgamentos, querem deixar os magistrados contentes com mais esse mimo em seus “pequeninos salários”, afinal se faltar dinheiro, não é nada que mais impostos sobre a “abastada” população brasileira não resolva. Gostaria de aproveitar e lembrar aos que lerem meu comentário que NADA vai mudar neste país se continuarmos elegendo as mesmas pessoas, seus parentes e seus indicados políticos. Nestas eleições vamos tentar eleger pessoas novas, para ver se começamos a mudar este país.

  6. Jorge dos Santos Rodrigues disse:

    Não se trata de reajuste aos Supremos ministros, recentemente o Legislativos foi agraciado com um recompensador reajuste e lá estão centenas de beneficiados. O fato que o aumento é um “suborno”, uma “propina”, um pagamento antecipado para que políticos corruptos, principalmente desse grupo que assumiu o poder, não sejam condenados por seus crimes, o que poderá vir à tona com delações do executivos da Contrutoras Odebrecht e OAS. O STF, aceitando o “agrado”, assume o ônus de ser parcial em um futuro julgamento da Lava jato, e um judiciário parcial não é judiciário. Não esquecendo que já pesa sobre o STF o fato de há pouco ter julgado o Mensalão petista e ter jogado o Mensalão tucano para o ostracismo, numa clara exibição de tratar iguais de forma diferente.

  7. DIRETO AO ASSUNTO: ISSO É UMA VERGONHA... É PRECISO PASSAR O BRASIL A LIMPO! disse:

    1 – Aumento para funcionalismo público numa hora dessa é prova do quanto está a elite política do país distanciada da realidade da população: ignora a já vergonhosa diferença de seus salários estratosfericamente acima da média dos salários da maioria da população, que trabalha 5 meses por ano só para pagar impostos, com retorno de péssimos serviços públicos em todas as áreas;
    2 – Apenas os presidentes do Executivo, Legislativo e Judiciário deveriam ter foro privilegiado; juízes e promotores deveriam também ser responsabilizados quando ficar comprovado que erraram; só uma pena de 30 anos de cadeia no regime fechado, sem benefícios, inibiria os corruptos;
    3 – A Lava Jato não pode parar e todos os que forem julgados e condenados por terem roubado os cofres públicos, devem ir para a cadeia, sejam eles do PT, PMDB, PSDB, DEM, PTB, PSB ou de qualquer outro partido político!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-07-07 06:45:16