aki

Kennedy Alencar

cadastre-se aqui
aki
Geral
27-04-2018, 10h31

Temer deveria fazer plano para encerrar intervenção em 6 meses

Ideal seria negociar saída com futuros presidente e governador
6

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

Para encerrar a intervenção militar no Rio de Janeiro, o presidente Michel Temer deveria pedir aos militares um plano de saída a fim de ser implementado em seis meses. Esse cronograma coincidiria com os resultados das eleições presidencial e para o governo do Estado.

Ontem, o Observatório da Intervenção Militar no Rio, da Universidade Cândido Mendes, mostrou que houve aumento do número de tiroteios no período da operação federal no Estado. Outros dados recentes indicaram crescimento de índices de violência.

Temer deveria pedir aos interventores um plano para negociar com os futuros presidente da República e governador do Rio. Deveria encerrar o estado de excepcionalidade e devolver o Rio à normalidade.

A intervenção tem se relevado uma ação improvisada e negativa para a segurança pública _uma manobra política inspirada por maus marqueteiros. Verba federal adicional chegou, mas até ontem os interventores não sabiam direito como gastá-la.

Os locais escolhidos para ações mais efetivas da intervenção não foram os que apresentam os piores índices de violência do Estado. A Baixada Fluminense tem ficado em segundo plano. Apenas ontem foi feita promessa de reforço no policiamento na Baixada e em outras áreas mais pobres do Rio.

Nos dois meses de intervenção, o número de chacinas dobrou em relação a janeiro e fevereiro de 2017. Houve 12 chacinas com 52 vítimas. Há evidências de aumento da violência policial. As mortes de oito pessoas na Rocinha dois dias depois do assassinato de um policial ilustram isso. Um “novo normal”, perigoso e mais violento, parece ter se instalado no Rio.

Ouça o comentário feito ontem no “Jornal da CBN – 2ª Edição” a partir dos 33 minutos e 15 segundos no áudio abaixo:

Comentários
6
  1. walter disse:

    Sinceramente caro Kennedy, o temer deveria preparar a sua saída e seus asseclas, prevendo as eleições, e transição em seis meses, seu governo deu água; quanto a intervenção no RIO, seria pior sem os militares; não estão canalizando recursos combinados para o processo…estes bandidos capturados numa “festa” com Armas, esta tudo muito mal contada; os milicianos, estão recrutando, cidadãos sem maculas…se pararmos para imaginar, estão preparando uma guerra urbana, sem precedentes…não estamos falando dos traficantes caro; o RIO, e outros, vão precisar de apoio do mesmo tipo, no próximo governo, não importa quem ganhe, terá este abacaxi nas mãos; teremos um aumento de contingente por necessidade; esta guerra esta apenas começando; terão que impor medidas duras de fato…

    • walter disse:

      Caro Kennedy, sua logica esta correta, mas pelo conjunto da obra em seis meses; esta transição, vai permitir quem sabe, o temer fazer ajustes possíveis e governar…Não com relação as forças especiais no RIO; trata se de uma bandeira, que todos os partidos, deveriam unirem se, em prol desta causa, entendendo que a situação ali, é desesperadora…podemos comparar o RIO, a um “ninho de ratos graúdos”…as ultimas reportagens da atuação dos milicianos, são aterrorizadoras…os malignos estão ampliando seu universo, com tantos policiais marginalizados, e voluntários, tornar-se-ão, imbatíveis, a médio prazo; decidiram apoiar, “pequenos” traficantes…já se esperávamos, não valem nada, com o agravante maior, são organizado…não importa o que aconteça nas eleições; as forças especiais permanecerão, e precisarão de verbas, para tocar a missão, se não for perderemos a guerra, para estes quadrilheiros; seremos um país, semelhante a Venezuela, e outros camuflados, vamos reagir…

  2. […] Fonte: Temer deveria fazer plano para encerrar intervenção em 6 meses | Blog do Kennedy […]

  3. renata disse:

    O Rio de Janeiro está realmente perdido, só Deus para livrar o estado desse mal todo. Por que se dependermos dos políticos, a situação está feia.

  4. J K disse:

    Concordo, Walter.
    Só intervenção no RJ não resolve. Intervir em SP é finalmente necessário para começar a resolver o problema do RJ, não sendo isso as FFAA farão o trabalho sujo que interessa ao grupo paulista. A polícia de SP não extingüe o PCC, nem dá sinais de desmantelamento do grupo para militar, ou por falta de competência ou por interesses, Só o Exército pode fazer esse papel sem estar contaminado ou submetido a interesses terceiros

    • walter disse:

      Toda esta podridão, der Grupos organizados, caro JK e Kennedy, começou no governo Brizola, quando facilitou a certas gangues por lá; disseminou ao país como um todo, inclusive em SP com o PCC…nada de novo JK, sempre faltou interesse aos grupos dominantes, em aparelhar a Polícia, e as forças armadas, por medo do passado…são inúmeros enganos, por tudo isto,o aumento das drogas, mas a falta de escolas, gerou muitos desocupados, formula ideal para o caos…não esqueçamos de certos fatos cabais no RIO, polícia contaminada e um governo podre por essência, junto a toda a gestão; um estado dominado por favelas, uma topografia perfeita para camuflagem, com um povo sem disposição de fato, em combater o errado…apesar de tudo, as forças de SP não estão corrompidas em sua base, pelas milicias…um drama maior, que os traficantes de droga…quanto as forças especiais, devem ser sim, financiadas e mantidas; reforços isentos, como a Lava Jato, que ninguém de fato esperava tanta energia…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-11-30 10:16:35