aki

cadastre-se aqui
aki
Política
05-10-2016, 9h09

Temer e Doria partem para ataque arriscado

Presidente recorre a fantasma vermelho; prefeito eleito soa autoritário
34

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

A nova campanha publicitária do governo Temer vende a tese da herança maldita da administração Dilma. Como a atual gestão tem baixa popularidade, uma nova campanha publicitária do Palácio do Planalto procura convencer o cidadão de que a culpa pela crise não é do presidente, como tem dito Temer em seus discursos.

É uma campanha que joga gasolina na fogueira do debate político. Haverá reação do PT, até porque o PMDB foi aliado do governo Dilma Rousseff, o responsável pelo desastre econômico. Michel Temer era vice.

O PMDB foi sócio da tragédia. Hoje, o presidente argumenta que o PMDB não tinha influência e que ele era um vice decorativo. São fatos, mas o PMDB, no mínimo, pecou pela omissão. Poderia ter rompido com o governo na época em que esses erros econômicos listados na propaganda foram cometidos.

E ainda há o fato de que o PMDB da Câmara, sob o comando de Eduardo Cunha, boicotou Dilma com a chamada pauta-bomba. O PMDB também se beneficiou da corrupção na Petrobras. Há delatores que são ex-diretores da estatal que apontam isso.

Ao falar que vai tirar o Brasil do vermelho, além da alusão ao rombo nas contas públicas, há uma conotação anticomunista que dialoga com as forças políticas mais atrasadas do país. São forças que falam de ameaça comunista, que pregam o vai pra Cuba e que defendem a ditadura militar.

Para quem quer voltar a crescer, melhor estimular a união e não a divisão. Essa campanha ajuda a incendiar o país. E clima de guerra política sempre é pior para quem está no governo do que para quem está na oposição.

*

Risco de retrocesso

Desde a vitória no primeiro turno no domingo, o prefeito eleito de São Paulo, João Doria, adota um comportamento extremamente político para quem continua batendo na tecla de que será exclusivamente um gestor. Aliás, nada mais político do que negar a política.

A respeito da decisão de elevar a velocidade nas marginais, Doria não age como gestor, mas como dono da verdade. Na “Folha de S.Paulo”, hoje, ele afirmou: “A decisão está tomada. Pode piar, pode reclamar. Ela vai ser adotada”.

Ora, ontem, no “Estado de S.Paulo”, havia uma reportagem mostrando que o número de mortes caiu três vezes mais na capital paulista do que no Estado no período entre janeiro e agosto. No caso, são dados do Infosiga (Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo). É um órgão do governo do Estado, comandado pelo padrinho político de Doria, Geraldo Alckmin, e que tem parceria com um conhecido grupo de gestão, o Instituto Falconi, e empresas do setor privado, como a Ambev, que é reconhecida pela boa administração.

O que realmente faria um gestor que vai assumir daqui a três meses? Avaliaria esses números. Se achar que, mesmo assim, deve aumentar a velocidade nas marginais. Deveria dizer que faria uma experiência de seis meses para avaliar os números e que poderia rever novamente a sua decisão.

Mas é autoritária a forma como Doria trata de um tema que pode significar menos ou mais mortes na capital. A elevação das velocidades nas marginais poderá se revelar o capítulo inicial de retrocessos em boas políticas públicas em São Paulo.

Dilma era vendida como uma execelente gestora, mas se mostrou extremamente autoritária ao decidir quais políticas aplicar. Resultou num desastre. Que fique a lição.

No PSDB paulista, pegou mal Doria falar por Alckmin a respeito da permanência no partido em caso de o governador não ser escolhido candidato da legenda à Presidência em 2018. Afinal, são auxiliares do próprio governador que estimulam a possibilidade de ida dele para o PSB.

A respeito do ex-presidente Lula, Doria deu uma declaração inicial em resposta ao petista, que o chamara de aventureiro, dizendo que o visitaria em Curitiba. Falou no calor da vitória, no domingo, o que é compreensível diante da crítica de Lula.

Hoje, na Folha, Doria acrescentou que levaria chocolates e um cisne para Lula numa eventual prisão em Curitiba. No dia em que o ministro Teori Zavascki criticou com razão o tom midiático da forma como o Ministério Público apresentou a denúncia contra Lula, a declaração de Doria soa justamente midiática e até cruel.

Um prefeito que vai lidar com tantos problemas e que precisa fazer uma transição com Fernando Haddad, que se mostrou gentil e solícito, precisaria descer do palanque para obter resultados mais eficientes, como gostam de dizer os gestores.

Ouça o comentário no “Jornal da CBN”:

Comentários
34
  1. Joaquim José da Silva Xavier disse:

    o perigo do radicalismo, do anti-petismo, anti-semita, anti-nãoseioque, é justamente isso, vc escolhe qualquer coisa que esteja do lado oposto ao que vc repulsa!! votar com o fígado ao invés da cabeça dá nisso . . .
    gostando ou não de Haddad ele tem predicados para fazer uma boa gestão, Dória não!! Dória foi eleito por ser do partido principal de oposição ao PT e somente por isso!!! não foi Dória/PSDB que venceram em São Paulo, foi o tal do anti-petismo!!!

    e quanto ao autoritarismo de Dória… Kennedy já alertava o que o Washington Post disse essa semana:há grande semelhanças entre Dória e Trump!!!

    • walter disse:

      Caro Joaquim,o radicalismo esta em quem perde, não permitindo, que o “vencedor” que de um passo, sem meter o Pau…a dilma causou o caos, e o Lula endossou…foram derrotados pelos excessos, e por total arrogância, não adianta “dourar a pilula”; foram canalhas com a sociedade, faltou lisura em seus processos…meter o pau no Temer agora, é imprudente da parte dos perdedores, já que eles elegeram o temer junto; SE O TEMER NÃO DER CERTO CULPA DO PT, E PRONTO…TERÃO QUE SE RECOLHER…
      Falar do Dória, é outra piada; precisam permitir que assuma, e comece a fazer o que não foi feito em quatro anos…Gestão, com mutirão,pode ser um excelente exemplo…acredito num trabalho diferenciado, de tudo o que já vimos; vamos permitir gente…

      • Joaquim José da Silva Xavier disse:

        Acho que não me fiz entender… perceba: quem votou em Dória achando que ele é o melhor para a cidade, que ele demonstra mais competência e passa honestidade, ótimo, votou consciente. nada a reclamar.
        eleitor não tem obrigação de acertar, mas tem obrigação de votar buscando acertar!!!
        votar em alguém sem predicados, mas somente porque odeia o partido adversário daquele, é ignorância, analfabetismo politico, com toques de fascismo!

        2014, cansei de ouvir pessoas dizendo em Recife: o João Paulo, ex-prefeito, é um cara mt bom, mas não voto porque é do PT!!!
        aí acabaram elegendo Fernando Bezerra Coelho Senador, o cara envolvidissimo na Lava-jato e só não foi pra Moro pq tem foro privilegiado!! parabéns ao anti-petismo

  2. Maria Aparecida Ramos Tinhorão disse:

    Uma medida de emergência seria investigar e processar os sindicatos de taxistas e perueiros, antros de bandidagem.
    Isso faz parte de medidas saneadoras tão próprias de gestor.

    • walter disse:

      Impressionante cara maria Aparecida, a ultima palavra em descompasso, é o sindicalismo, promovido pelo PT…realmente um circo de horrores, são dependentes e truculentos, como disse antes
      Precisam pedir a contribuição de cada trabalhador, de forma voluntária; primeira medida do governo, para a reforma previdenciária…sindicatos, estão descadastrados da obrigatoriedade de recolhimento compulsório, vão trabalhar…
      Quantos discussões contra o Temer, se não der certo, é filhote também do PT; falar do Dória agora é covardia, deixem o Homem trabalhar, aguarde o cidadão, sentar-se na cadeira…compara-lo ao Trump, seria como comparar o lula ao Saddam Hussein…

      • Wellington Alves disse:

        Trump e Doria são direitistas liberais que vendem a imagem de gestores. A única diferença é que o Dória tem melhor dicção e é mais contido nas reações. Lobistas, que acham que o Estado pode ser algo privado. A cidade é de todos e deve ser pluralizada, não privatizada.

  3. Edi Rocha disse:

    Comentário perfeito, Kennedy!

  4. Wellington Alves disse:

    Pois é Kennedy. Esse Dória é falso desde a campanha. O trânsito flui melhor nessa cidade, mas a classe média é cega de raiva. Parece que não gosta de melhoras. E os que dizem “vai para Cuba” e apoiaram o impeachment é que deveriam deixar o país e ir para Arábia Saudita. Lá tem tudo o que mais gostam – direitismo, retrocesso, ditadura e pena de morte. Deixem o meu país em paz.

  5. luiz carlos disse:

    O quem implícito na fala de Doria e uma luta de classe. Ele quer guerra com setores organizado da esquerda que foram conjunturalmente derrotados nas eleições. Se analisarmos friamente os números veremos que o PSDB obteve uma vitoria muita mais em cima das abstenções, nulos e brancos. São Paulo nunca reelegeu o Prefeito, então não e nenhuma novidade o PT perder. Isso já era derrota anunciada, independente de fazer ou não uma boa administração. Bem lembrado, Kennedy, Dilma começou com tudo, na mesma proposição de Doria e veja onde terminou. Gestores arrogantes estão fadados ao fracasso. Acho que ele não prestou atenção, ao projeto que esta sendo votado na Câmara e no Senado a respeito das limitaçãoes de gastos na administração publica. Isso quer dizer que ele não poderá tomara empréstimos para obras caso ele queira fazer. Não foi poder alongar o perfil da dividas. Vai ter que se virar somente com o dinheiro arrecadado de impostos. Acho que fala demais. Bom gestor não tem essas atitudes.

  6. José disse:

    Para quem tem apenas 14% (em queda!!) de aprovação popular, o Presidente Temer deveria calçar uma sandália de “bom senso” e outra de “humildade”, e olhar para a realidade social do país. Fica ele aí se esforçando apenas para atender a pauta ultraliberal, para frustrar justas expectativas dos brasileiros nos campos previdenciário (corte somente para quem tem 50 anos completos!! Argh!!) e trabalhista (jornada de 12 horas!! Argh!!). Um conselho ao presidente sem popularidade e sem votos: faça como o velho marinheiro, que durante o nevoeiro leva o barco devagar.

    • Lilian disse:

      Votos ele teve. 54 milhões segundo o próprio governo petista. Quanto a popularidade ele não esta preocupado com isso pois não quer continuar na politica. Ele precisa realmente ter firmeza para acabar com as mamatas instituídas nesse pais.
      Torço para ele conseguir pelo pelos arrumar a economia e diminuir o desemprego.
      Bora TEMER. Brasil te apoia. Quanto a tirar o Brasil do vermelho isso é jargão contábil. Quando esta em debito, negativo, os contadores dizem está no vermelho.
      Agora petista é assim. Quando eles estão do ouro lado, são uns coitadinhos que tudo ofende. Muda então a bandeira comunista para outra cor, rosa por exemplo. Aliás nessa eleição teve muito candidato exibido cores diferentes da vermelha. Até roso teve (vergonha ne).

      • Wellington Alves disse:

        Teve 54 milhoes de votos para ser VICE. Não para exercer a presidência. Não para implementar um programa liberal.FORA TEMER. O país não te quer. Quer a p´residência, candidate-se.

        • Renato disse:

          Wellington, que eu saiba não há uma eleição de presidente e outra para vice. Os 54 milhões que votaram na Dilma, votaram no Temer. E a constituição diz que em caso de vacância do presidente, o vice assume. E cassação é um dos motivos de vacãncia de poder. Lê a CF Brasileira PETISTA.

  7. Helton disse:

    Kennedy, ataque arriscado e risco de retrocesso ?

    O PT fez ataques arriscados e irresponsáveis em todas as campanhas eleitorais, especialmente na última…

    O PT fez o país andar 30 anos para trás, maquiando a contabilidade e implantando a irresponsabilidade fiscal, para se manter no poder, igual fizeram os militares.

    Essas coisas estão no DNA dos nossos políticos.

  8. maria zelene disse:

    O presidente fala que não tem culpa. E quem era o vice? se ele fazia parte como vice presidente tinha por obrigação alertar a presidente sobre os problemas do país. Infelizmente depois que o Aecio perdeu todos cruzaram os braços e ninguém mais ninguém mesmo trabalhava em prol do país. a Presidenta ficou totalmente de mãos atadas para trabalhar, sem ajuda do senado e da camara como ela poderia continuar? infelizmente o presidente tem culpa sim.

  9. Sergio Mentlik disse:

    Bom dia a todos, Ouvi hoje os comentários do Kennedy na CBN e realmente foram muito corretos.
    Qual o motivo para o governo Temer fazer campanha citando herança maldita da Dilma ? Ora, acho que o governo atual deveria se preocupar com sua lição de casa e arrumar a economia, afinal o que passou, passou. Olha prá frente Temer !!! Concordo com o Kennedy com relação ao governo colocar mais fogo na fogueira e continuar atiçando o PT, afinal, ele foi + do que derrotado nas urnas. PT precisa e deve se reinventar, o Brasil precisa de uma oposição competente.
    Outro assunto comentado são as declarações do Dória. Não votei nele, mas acho que já está falando mais do que devia. Desça do saldo Doria !!!! Não se iluda com o resultado do domingo !!! , vide LILS que se achava acima do bem e do mal, e hoje, acorda todos os dias com medo da PF na porta.

  10. milton alvarez disse:

    bom comentário, Explicito. Temer vai ficar pouco.talves até Março 2017. Doria devia ficar com a boca fechada. está se expondo muito. Quer marcar e fixar imagem. Isso pode dar muito errado. some diz que vai trocar penas. pássaro que troca penas não canta.Depois de Fevereiro de 2017 aparece.

  11. Fernando disse:

    Eu já fui vice de uma associação, e vice não interfere em nada. A culpa foi toda da Dilma e de seus ministros. Até agora o Temer está certo, tem q mostrar todas as falcatruas do governo dos petralhas. Só desses petralhas socialistas saírem já foi um ganho enorme para o Brasil. Vamos melhorar sem dúvida.

  12. Alberto disse:

    Ainda não disseram que a sociedade deu um golpe no PT ao eleger meia dúzia de gatos pingados nas eleições municipais no país.O choro é livre,BUÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁ´,KKKKKKKKKKK.

  13. fabio josé dos santos disse:

    Seis meses lá… masa culpa é da presidente anterior…. Só quem não tem memória ou quem age de má fé comprará esse discurso.

    • Wellington Alves disse:

      E a inflação? 9% esse ano e projeção para 6% ano que vem. Méritos de Temer? NÃO! É herança maldita, pois no começo do ano caíram as taxas de energia devido as maiores chuvas. Não deixaram Dilma governar no anterior. Ele tem todo o apoio que precisa. Tem que sim apresentar resultados e parar de jogar a culpa em herança maldita.

  14. José Martins disse:

    Não precisamos ser radicais como os petistas, em sua maioria, são. Reconhecemos que figuras desonestas fazem parte do governo Temer. Reconheçamos, também, que tais figuras foram aceitas pelo Presidente em decorrência de necessário apoio do Congresso às medidas indispensáveis à retomada do desenvolvimento do País. A falta de competência e o autoritarismo marcantes na personalidade da Dilma, sem dialogar com ninguém, não aceitando ponderações feitas por seus auxiliares e até por Lula, levou nosso Brasil ao caos. Devemos dar uma chance ao Temer, até porque outra alternativa não há. A desobediência civil, ora patrocinada pelos radicais – vide vídeo dos dirigentes do Sindicato dos Bancários -, em nada contribuirá com a imperiosa volta de nossa normal atividade produtiva, com a geração de emprego e renda que irão favorecer, principalmente, aos mais necessitados…Temer não conseguirá, em poucos meses, consertar os estragos feitos pelo governo Dilma durante seus dois mandatos !

  15. Carou disse:

    Que bela redação, Kennedy!

  16. Antonio disse:

    É uma declaração de incompetência. Jamais ocupou cargo executivo. Não era o seu próprio partido PMDB que participava do governo? Não era ele o presidente do PMDB? Não foi ele um dos cabeças do golpe, junto com a turma do Aécio (os barrados do baile, como se diz em Minas), com a FIESP (do SENAI e do SESI, dinheiro da previdência usado para insuflar o ódio na população) e da mídia podre? Todo este pessoal, inclusive seu próprio PMDB não boicotaram e sabotaram a economia brasileira, com o único objetivo de tomada do poder? Já está a quase 6 meses no governo, nada mostrou até agora. E vai usar o dinheiro público em propaganda para tentar mascarar o fracasso, seu e da sua turma! E quanto ao Dória sempre pareceu um completo verniz, apenas um promotor de eventos.Vamos torcer para que a prefeitura de SP tenha uma boa administração, que procure ajudar os mais humildes e que este sujeito pare de ofender as pessoas e agir com irresponsabilidade e leviandade.

  17. marcos gentil disse:

    Na verdade não existe gestor na politica e sim politico.

    Aquele que se diz gestor na politica se esquece que precisa de maioria para aprovação dos eus projetos, ou sera que ele vai pagar mensalão para obter a maioria?

    Você ser um bom gestor na sua empresa é uma coisa, pois é você quem manda e se não fizerem o que foi mandado/ordenado você demite, simples assim, mas na politica você não demite um vereador que foi contrario ao que se julgou correto a ser feito, ai eu quero ver o gestor cumprir as suas promessas.

    Como filho, marido, pai e cidadão a redução da velocidade ao meu ver foi um ganho muito grande para a cidade e para as pessoas individualmente, pois o transito se tornou mais humano e os motoristas já estão acostumados.

    QUERO VER DÓRIA IMPOR A SUA GESTÃO, VOU COBRA-LO.

  18. Luis disse:

    Engraçado este Temer, afirma que não houve golpe pois foi eleito na chapa da Dilma, e que isto o legitima na presidência, agora quando se trata dos problemas e dos erros, ele e seu partido não tem responsabilidade nenhuma. O que fazia ele e seus meganhas do PMDB? Nada ? Só atrapalhavam e ganhavam dinheiro público ? Esperou cinco anos para fazer aquele “desabafo” em um momento digamos suspeito. Temer não vem que não tem.

  19. Pasquale disse:

    Maria alertar? Foi o PT quem escolheu o vice.
    Vice é figura decorativa.Ou não é???????
    Vamos saudar a mandioca!!!!

  20. REGINALDO SOUZA disse:

    Era e foi obrigado a saída do PT, de tempos em tempos temos que fazer a Renovação, esta foi feita porque no mínimo poderia ocorre uma REVOLUÇÃO, as burradas contínuas eram demais. A única opção que o povo tem é votar, o povo vota correto,o que sempre ocorreu que se você quiser conhecer uma pessoa lhe de o PODER, Lula teve sorte recebeu um governo sossegado e 99% arrumado, não soube administrar e deu o que deu (vide as gravações), se revelou uma pessoa mesquinha e totalitária;passou o governo para a DONA DILMA, esta serviu de boi de piranha, óbvio que o seu vice iria tomar o poder (seguiu os exemplos de ROMA), só que o substituto esta agindo como DITADOR.
    Em São Paulo o menos pior era o CELSO RUSSOMANO, venceu o DÓRIA, paciência mas o PT saiu, o Haddad e o PT já não faziam nada,eles simplesmente perderam o senso de direção. Paciência só o tempo dirá como a população irá reagir, será como antigamente ? Tudo é possível

  21. Elaine disse:

    O PMDB é um dos responsáveis por essa crise sim. Ele tinha a obrigação de ajudar o Governo Dilma e o que o PMDB fez? Ficou flertando com o PSDB e com as forças retrógradas e reacionárias deste pais. Basta verificar o que o Sr Eduardo Cunha fez enquanto esteve à frente da Câmara.
    Por causa desta absurda guerra política, o país mergulhou na maior crise econômica da história. 2014, 2015, 2016 e 2017(possivelmente também) sem crescimento do PIB.
    Quem viver, verá.

    • Marcelo de lima oliveira disse:

      Bom q o petista aí de cima fale com arrogância! Este é o expresso
      para a derrocada. Poste número 1 = poste, poste número 2 = poste. Bem q lula falou, são simplesmente postes, mais nada!

  22. Fábio Peres disse:

    Dória tem que fazer isso. Ele não pode ser cortês e gentil na frente das câmeras, considerando-se que o povo tem ódio de boa parte das políticas de Haddad. Se ele não disser taxativamente: “VAMOS acabar com a indústria das multas AGORA”, “VAMOS acabar com o Braços Abertos AGORA”, será taxado de “arregão” e não vai conseguir governar.

    Na situação bélica em que estamos não existe “veja bem”.

  23. Maria da Consolação disse:

    É melhor o Seu Dória descer do salto, senão pode cair. Deve achar que vai ser Presidente do Brasil. Já deve tá querendo passar a perna no Alckimin. Esse é o país dos golpistas, afinal. Ele é a cara dos coxinhas de SP: arrogantes, idiotas e medíocres. Os coxinhas estão bem representados. Ele quer mesmo é acelerar com seu carrão nas marginais. Pouco se importa com aqueles que morrem por excesso de velocidade nas marginais.

  24. noronc disse:

    E desde quando vice manda

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-30 06:02:21