aki

Kennedy Alencar

cadastre-se aqui
aki
Política
26-04-2016, 21h57

Temer não pretende mudar regra de reajuste real do mínimo

Padilha deverá chefiar Casa Civil, Geddel cuidaria da articulação e Moreira, da infraestrutura
6

KENNEDY ALENCAR
SÃO PAULO

Se assumir a Presidência, Michel Temer não pretende alterar a regra de reajuste real do salário mínimo. Seria procurar problema sem necessidade. Deixaria o tema para ser debatido na eleição de 2018.

Por causa da recessão de 2015 e 2016, o mínimo só terá correção pela inflação em 2017 e 2018. Sem crescimento da economia, não haverá reajuste real.

Para os ministros palacianos, Temer tende a colocar os peemedebistas Eliseu Padilha na Casa Civil e Geddel Vieira Lima na articulação política. Moreira Franco deverá cuidar da área de infraestrutura.

Na Fazenda, é o que o blog já antecipou. O ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles deverá ser o ministro. Temer decidiu que não vai colocar o senador José Serra na Fazenda.

*

Com a instalação da comissão especial do impeachment no Senado, começou a contagem regressiva para Dilma deixar o cargo. No cronograma atual, provavelmente o Senado votará o afastamento no dia 11 de maio. No dia 12, Dilma seria notificada para deixar a Presidência por até 180 dias a fim de que o impeachment seja julgado.

O governo não tem mais esperança de evitar o afastamento e acha muito difícil barrar o impedimento. O Supremo Tribunal Federal já deu sinais de que deixará a decisão de mérito a cargo dos senadores.

Hoje, há um movimento de ministros petistas para que Dilma abrace publicamente a ideia de antecipar a eleição presidencial antes de ser afastada do poder. Assim, teria mais peso para constranger Temer.

Ao rebater a tese de que o impeachment seria um golpe, o vice-presidente chamou de golpista essa ideia de antecipar a eleição presidencial. E o Congresso dificilmente aprovaria tal proposta.

Assista aos temas de hoje no “SBT Brasil”:

Comentários
6
  1. Ela vai perder o foro privilegiado.
    A “honesta” já pode se preparar para responder por obstrução a justiça.
    Que zika! Corrupção Mata ,mais que mosquita!

  2. walter disse:

    Caro Kennedy, o Temer pretende fazer um arrastão na economia do país, dar vida ao “defunto”; diria até, que sem dilma a economia reage, sem muito esforço…
    Os fatores que farão o temer governar, será de imediato, acabar com os gargalos, e exterminar as benesses, implantadas com facilidades sindicalista, verbas para sem terra, e benefícios as Ongs e etc…estamos com muitos investimentos sociais de faz de conta…
    O maior desafio do temer, é o tempo; o país esta cansado de esperar; por outro lado, os investimentos retornando, já nos trará otimismo suficiente, para que sabe, zerar nosso deficit este ano; quem sabe, o milagre do real crescimento, possa existir…

  3. Pasquale disse:

    Número de lojas desocupadas nos shoppings brasileiros é o maior da história
    ____
    Parabéns ao PT,foi um feito invejável(o da PETRO também)
    Tem que ter competência para conseguir fazer isso.

  4. MARIO GANDRA disse:

    Nem temer, nem Deus salva o barco que está naufragando.Tarde demais.apesar do gigantismo do nosso querido Brasil;o desgoverno provocou um rombo tão grande no casco ,maior do que o do Titanic. Não há nenhum capitão, para salvá-lo, infelizmente

  5. Arrocha o Salário do Peão disse:

    Se não for alterada a regra de aumento do salário mínimo, Temer já vai estar começando mal. Não apenas o aumento, que é chamado de reposição, mas a época em que este acontece, tem sido fato gerador de inflação ano a ano, que é provocada pela variação nos custos de mão de obra e de serviços. Foi infeliz a mudança da data do ajuste, que originariamente era feito em maio e é errado dar a ideia de que uma reposição inflacionária esta sendo feita. Isto traz a ideia da indexação, componente que transforma a inflação em uma consequência automática dela mesma. A inflação deve acarretar perda financeira, sem reposição, para que os preços recuem ou sejam mantidos. Isto é mesmo que enxugar o mercado com juros e aperto de crédito, a diferença é que determina o fim do vício dos aumentos de preço.

  6. Essa seria uma medida sensata para o Brasil

Deixe uma resposta para A Zika do Brasil é... Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-12-05 15:31:18