aki

Kennedy Alencar

cadastre-se aqui
aki
Política
12-05-2016, 9h21

Temer proporá maior liberdade de gastos para União, Estados e municípios

Integrante do CNJ deverá chefiar CGU; faltam duas pastas para fechar equipe
10

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

O futuro presidente Michel Temer pretende encaminhar ao Congresso Nacional uma proposta de emenda constitucional que prevê maior liberdade de gastos para a União, Estados e municípios. Hoje, tramita no Congresso uma proposta de DRU (Desvinculação de Receitas da União). Temer quer ampliar essa possibilidade de flexibilizar gastos obrigatórios para Estados e municípios. É uma espécie DRU turbinada.

*

Integrante do CNJ (Conselho Nacional de Justiça), Fabiano Silveira deverá chefiar o Ministério da Transparência do governo de Michel Temer. Esse ministério será o novo nome da CGU (Controladoria Geral da União).

Há uma articulação para que o PMDB do Senado indique o vice-prefeito de Fortaleza, Gaudêncio Gonçalves Lucena, para a Integração Nacional. É um nome afinado com o líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira (CE).

Assim, o PSB deverá ficar com a pasta das Minas e Energia. Há arestas a aparar entre o governador Paulo Câmara (PE) e o senador Fernando Bezerra. O senador gostaria de indicar o filho Fernando Bezerra Filho para o posto, mas Câmara resiste.

Temer pode assumir a Presidência sem concluir essas negociações, mas há tentativa de acertar esses detalhes até hoje à tarde.

Foram vencidas resistências internas no DEM à indicação do líder do partido na Câmara, Mendonça Filho (PE), para o Ministério da Educação e Cultura. A secretaria da Cultura não ficará com o Democratas.

Temer acertou ontem a indicação de Raul Jungmann (PPS) para a Defesa. Esteve com ele. Marcos Pereira, presidente do PRB, assumirá o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. O nome Desenvolvimento deverá ser retirado da pasta. Entidades empresariais deverão fazer indicações para o segundo escalão desse ministério.

O líder do PMDB na Câmara, Leonardo Picciani, deverá ser ministro do Esporte.

Estão confirmados: Blairo Maggi (Agricultura), Bruno Araújo (Cidades), Gilberto Kassab (Comunicações e Ciência e Tecnologia), Osmar Terra (Social), Henrique Meirelles (Fazenda), Alexandre de Moraes (Justiça), Sarney Filho (Meio Ambiente), Romero Jucá (Planejamento), José Serra (Relações Exteriores), Ricardo Barros (Saúde), Ronaldo Nogueira (Trabalho), Maurício Quintella (Transportes), Henrique Alves (Turismo), Geddel Vieira Lima (Secretaria de Governo) e Eliseu Padilha (Casa Civil).

Ouça o comentário no “Jornal da CBN”:

Comentários
10
  1. Mateus Hobold disse:

    Não gostei da nomeação do SARNEY para o meio ambiente….
    Quando vamos nos livrar desse mal? dessa chaga, chamada SARNEY????

    • davi disse:

      Simples.
      Nos livraremos, quando deixarmos de votar em quem não acrescenta nada de produtivo ou positivo ao bem comum.
      Enquanto não mudar a mentalidade do eleitor, continuaremos ver os mesmos “lindos rostinhos políticos milionários” (ilicitamente) a nos representar.
      Os caras não nos representam !!! Representam a si próprio!
      EU VOTO NULO. E TENHO CERTEZA QUE 90% DA POPULAÇÃO FAZENDO O MESMO, O TSE E TODOS OSTROS ÓRGÃOS COMPETENTES, DARÃO INÍCIO A NECESSÁRIA REFORMA.

      • Luiz Silva disse:

        É isso mesmo, Davi. Se todos votassem nulo, os políticos seriam obrigados a promover a reforma eleitoral. Mas o poder constituído E A MÍDIA dizem que voto nulo é contra a democracia.

  2. Maurício disse:

    Bem mais do mesmo esse tal ministério “temerário” de “notáveis”.

  3. Aylton disse:

    O que vai ajudar muito a Temer é a Dilma, pois o medo de a Dilma voltar, vai fazer o congresso se unir em torno de Temer, e aprovar o que ele precisa para realizar um bom governo.

  4. Jorge disse:

    Parece uma lista de investigados pela polícia federal… Mais do mesmo, infelizmente…

  5. Rodrigo Candido da Silva disse:

    Agora é que começa a ladeira abaixo.

    Ricardo Barros na saúde!!! Meu Deus do céu!

  6. Só queria Saber disse:

    Para gastar mais ninguém precisa propor nada. A questão que se coloca é haverá espaço no orçamento? E se houver, haverá dinheiro em caixa? Com milhões inscrito no Serasa, as empresas rodando em marcha lenta, de onde vai surgir esse dinheiro para aumentar os gastos?

  7. Leonardo Gama disse:

    quem apoiou impeachment, sob o argumento da moralidade, não se sente um trouxa quando vê esse ministério Temer recheado de notórios políticos corruptos?!?

    pq tanto PT, quanto PSDB sucumbiram a corrupção após entrar no governo, já o governo Temer, já inicia com vários políticos que estão grudados no poder há mais de 20 anos, e que td mundo sabe o que vai fazer alí.

    P.S:desculpe se a palavra trouxa foi muito forte.

  8. Araldo disse:

    Isso quer dizer que ele, pode tirar grana de áreas como educação e saúde e foda-se.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-12-03 10:21:27