aki

cadastre-se aqui
aki
Economia
18-12-2015, 16h10

Nelson Barbosa substituirá Joaquim Levy

48

KENNEDY ALENCAR
SÃO PAULO

A presidente Dilma Rousseff decidiu deslocar Nelson Barbosa do Planejamento para a Fazenda. De acordo com assessores, ela resolveu bancar a aposta em um nome mais afinado tecnicamente com ela.

A escolha de Barbosa atende também a um pedido do grupo de economistas do PT que se reuniu ontem com a presidente. Ou seja, Dilma insistirá nas políticas que levaram o país para o buraco.

Com Levy, Dilma tinha dificuldade para interferir na política econômica, apesar de tê-lo feito diversas vezes. Com Barbosa, a ministra da Fazenda será ela.

Ao longo do ano, Barbosa foi uma espécie de ministro da Fazenda do B, um anti-Levy. Agora, um raciocínio usado para justificar sua ida para a Fazenda é que o país já perdeu mesmo o grau de investimento em duas agências, Levy já fez parte do trabalho duro, os indicadores já foram para o espaço e, portanto, tudo bem colocar Barbosa na Fazenda.

Realmente, a presidente Dilma não surpreende. Basta ganhar um fôlego para fazer uma besteira.

A presidente havia acertado com Levy uma saída em janeiro. Queria tempo para buscar um nome para a Fazenda, diante das dúvidas em relação a Barbosa, espécie de preferido desde a campanha eleitoral que teve de ficar na reserva diante das pressões do ex-presidente Lula por mudanças na política econômica.

Derrotado no debate sobre a meta de superavit primário de 2015, Levy decidiu dar sinais públicos de sua insatisfação. A presidente ficou calada. Não procurou demovê-lo e deixou o problema crescer. Foi obrigada a fazer uma troca às pressas, um dia depois de ter colhido uma boa notícia no STF (Supremo Tribunal Federal).

Aliás, esse governo tem um padrão. Se recebe uma boa notícia, não espera 24 horas para arrumar uma agenda negativa e anular parte do efeito positivo que poderia deixar repercutir por mais dias. A escolha de Barbosa será mal recebida pelo mercado e pelos empresários.

De certa forma, a opção por Barbosa já estava no preço dos operadores financeiros, porque os indicadores econômicos pioraram muito. Acontece que poderão piorar ainda mais. E isso é gasolina na fogueira do impeachment, sobretudo agora que o tema ficou para ser debatido de fevereiro em diante.

Barbosa terá pouca margem de manobra para dar boas notícias econômicas. Não há espaço no orçamento. Portanto, terá dificuldade para dar uma guinada à esquerda, como desejam setores do PT e dos movimentos sociais que defendem Dilma.

O mais provável é que, mais uma vez, não se cumpra a meta de superavit primário em 2016. A arrecadação de impostos deverá ser fraca, frustrando novamente a receita pretendida. O risco é o Brasil aplicar um ajuste em banho-maria, que se arraste por 2017 adentro, gerando mais um PIB negativo.

No mercado, dizem que Barbosa sonhou a vida inteira com o posto de ministro da Fazenda. Vamos ver o que vai fazer no lugar de Levy.

*

Politicamente, Dilma erra ao escolher Barbosa, porque reforça a percepção de que voltará a seguir uma política econômica que deu errado. Ouça o comentário o comentário feito há pouco na CBN a respeito do novo ministro da Fazenda:

Comentários
48
  1. Onda Vermelha disse:

    Kennedy creio que a indicação do Nelson Barbosa(ou do Luciano Coutinho) seria o melhor que tenhamos para o momento. Não me parece haver espaço para exigir mais um ano de sacrifícios do país, seja da classe política em ano eleitoral, seja da sociedade, da base política que a elegeu. Se conseguirmos aprovar a CPMF em 2016 já poderemos nos dar por satisfeitos. Desde a entrada de Levy a economia que já possuía um problema de desequilíbrio inflacionário ganhou também um rápido aumento do “desemprego”, e uma “depressão econômica” muito além do razoável. Some-se a isso estarmos sendo acossados pelos efeitos da Lava-Jato e de uma crise política com um “louco psicopata” no comando da câmara dos deputados que trava (ou atrasa) qualquer proposta mais séria. É preciso dar algum fôlego a economia real, e a ortodoxia do Levy é incapaz de se permitir qualquer inflexão. Não foi novidade! O Levy ocupou a secretaria do tesouro no Governo Lula. Era conhecido como um pão-duro insensível, e nada mudou.

    • Carlos disse:

      Nao seria melhor a dona dilma admitir os seus erros e convocar novas eleicoes para que o povo decida o futuro do Brasil sem mentiras e sem esconder a realidade economica?

      • Rodrigo Candido disse:

        O problema é que um Brasil sem mentiras não é possível por meio dos protagonistas atuais. Nem PT, nem PMDB, nem PSDB, nem DEM, nem Solidariedade, garantem um Brasil sem mentiras. O problema está em um sistema político cada vez mais apartado da própria população.
        O PT está esgotado e o PSDB não é alternativa para o PT. Seus governos estaduais demonstram isso: basta vermos a tragédia paulista (tentativas de fechar escolas / crise hídrica), a tragédia paranaense, a tragédia goiana, entre outras.
        Não difere muito das tragédias petistas Brasil afora, que se assemelham cada dia mais com o PSDB.

        • REGINALDO APARECIDO VIEIRA disse:

          Amigo descordo!!!Não da para comparar!!!O PSDB pode não ser a solução total dos problemas,mas comparar ao que estamos vendo nos últimos 13 anos no governo do PT,não da para ficar quieto me desculpe.Moro no interior de São Paulo,viajo por muitos estados aqui do Brasil,e posso Lhe afirmar estamos muito melhor doque outros estados governado pelo PT ou por partidos ligados ao PT.Acredito que só não estamos melhor porque o PT está lá em cima.E se assim continuar,Deus tenha misericórdia do Brasil.

          • Xará disse:

            Cidadão, os dados do PSDB em SP são os seguintes:
            – 20 anos de Mario Covas, Geraldo Alkimin e José Serra
            – Nenhum km de metrô;
            – Violência sem limites (bandidos “botando” a polícia pra correr;
            – Saúde calamitoso (saúde de SP está na UTI)
            – Rodoanel… até hoje, após 20 anos iniciado pelo Covas, inacabado;
            – Rodovias administradas (todas)por familiares;
            – quer mais???

          • Niltom Vagner cereda disse:

            Me descupe más não posso ficar calado você gostaria de ver o PSDB de Eduardo Azeredo no poder ou a Santa Casa,Sabesp, Nossa Caixa nosso Banco ou as unidade da AACC,metro,CPTN ou furra fila do Pita que até hoje não funciona apenas para fazer Transito na Zona Leste.

          • Alex Monteiro disse:

            Reginaldo, também sou do interior, Campinas, e viajo por todo o interior de SP, Paraná e parte de Minas e Goiás e te digo sem errar que SP infelizmente esta ficando para trás, sem
            contar que temos sérios problemas na segurança e educação, e como transito bastante pelas nossas rodovias, posso afirmar que temos os pedágios mais caros do mundo, e nem por isso nossas rodovias são as melhores do mundo, rsrsrs; temos também graves problemas de corrupção nas obras do rodoanel, (pouco mais de 60 km e a 20 anos sendo construido e não conseguem concluir – já ouvi falar num tal de Paulo Preto ??? – e o metrô que em 2010 tinha 70km e em 2015 possui 78 km, em cinco anos aumentou somente 8 km !!! sendo o mais lotado do mundo, portanto concordo com o colega Rodrigo, não é tirando um partido ou politico que o Brasil ira melhorar, pois antes do PT o Brasil teve 29 mandatários, e sempre teve corrupção só que como em São Paulo dos últimos 20 anos, não eram divulgados e muito menos iam parar nos tribunais

          • orcil lacerda disse:

            Concordo com você. Sou do Rio Grande do Sul, estado (des) Governado por este inúteis há mais de 15 anos, Prefeitura de Porto Alegre sai das mãos deles e volta e cada dia mais quebrados estamos. Basta andar por nossas estradas e ver o que a mão do PT fez e o pepino que deixaram, pro atual governador Sartori!

        • Eridan B. da Paz disse:

          Caro colega Rodrigo Candido, como é raro encontrar alguém neste país que sabe o que está falando, seja de esquerda ou de direita.

          Teu comentário mostrou, acima de tudo, CONHECIMENTO no sentido amplo da palavra.

          Parabéns!

          • BOB MACIEL disse:

            Com certeza, o Rodrigo tem toda razão e a melhor frase que li nos últims dias resume e corrobora sua lúcida opinião: querer limpar a corrupção com Cunha, Neves ou Calheiros é querer limpar o chão com b…!!! São todos “farinha do mesmo saco” e prova disso é a “ponta do iceberg” que veio novamente à tona, que foi a “suave” condenação de E Azeredo…

        • jailton disse:

          Concordo com você. Trocar o governo agora seria trocar seis por meia dúzia. O que está faltando no Brasil é uma política de bom senso. Todos os políticos estão pensando unicamente nos seus interesses e nos interesses dos seus partidos e o país (e consequentemente) o povo, que se dane. Se não houver uma coalizão política forte para mudar essa realidade o país irá realmente para o fundo do poço e a culpa não exclusiva de Dilma mas de todo o sistema político que como disse, só vê seus próprios interesses.

      • Onda Vermelha disse:

        Carlos, por favor, sem devaneios, do tipo “renúncia agora”, “novas eleições”. Se todo e qualquer país hoje que se encontre em dificuldades econômicas na atual conjuntura resolvesse fazer “novas eleições para que o povo decida o futuro”, te garanto que mais da metade do Globo Terrestre, incluindo estados, municípios, e “condomínios” teriam de fazer eleições simultâneas. Muita calma nesta hora, baby!

      • Eto disse:

        Não, não seria. Na democracia, somente em 2018, amigo. Não tá gostando? Cobre do governo, fale com seu prefeito, seu governador, seus deputados, senadora, fale com o presidente. Falta maturidade.

      • é ridículo e preconceituoso, pedir para trocar a presidente por problemas econômicos, a crise econômica do brasil, e consequência da crise politica daqueles que foram derrotados e juntamente com uma parcela do judiciário e a quase totalidade da mídia,causam o negativismo ao povo brasileiro, apostando no quanto pior melhor para eles, serão derrotados, o bem sempre vence o mal.

      • Martins disse:

        Seria muita inocência acreditarmos nisso, a escolha do Barbosa é a correta para o momento além de ter afinidade com a Presidente a politica praticada por ele é a que os eleitores de Dilma votaram em 2014.Pois com o Levy na Fazenda foi votado no PT e recebido um PSDB de politica econômica agora virá de verdade alguém próximo ao governo e das convicções do partido para lidar com a situação.É aguardar e ver os juros abaixando e como o mercado interno se comportará.

      • Mo Braga disse:

        Lula, o verdadeiro dono do Brasil, responderia sua pergunta assim: “O governo não é dela para se desfazer dele assim sem mais nem menos.”

    • Rogerio F disse:

      Concordo quando menciona-se que Dilma não teria outra alternativa. Ao meu ver este governo ja chegou ao limite do descrédito devido aos insistentes e rotineiros erros. A crise politica foi deflagrada e penso que só irá amenizar após uma mudança drástica. Hoje a melhor ação que Dilma poderia fazer para o Brasil seria a renuncia. Costumo dizer que se ela fosse CEO de uma multinacional de capital aberto/privado ela e sua equipe ja teriam sido demitidos a muito tempos. Penso também que é hora de se discutir o parlamentarismo e privatizações no Brasil, infelizmente o Brasileiro não tem maturidade e honestidade para administrar órgãos públicos como Petrobas, Correios etc. Eu manteria Saúde, Educação e Segurança pública o resto privatizaria tudo. Quando a lava jato ela afetou o mercado como um todo, eu mesmo fui um afetado perdendo meu emprego, mas esta sendo magnifica enviado ao carcere pessoas ricas e poderosas os quais nunca imaginaríamos presos. Espero ver Cunha e Lula em Curitiba.

  2. joão mario disse:

    Só havendo uma mudança brusca e radical no Brasil para melhorar a situação, assim não adianta.Difícil é mudar.

  3. REGINALDO VIEIRA disse:

    Pelo que vinha vendo e ouvindo demorou!!!Agora Ela vai conseguir levar o Brasil para onde o PT quer(pro buraco).

  4. Rafael disse:

    O problema da política de ajuste é que o remédio está mantando o doente, o ajuste promovido por ele teve como efeito a queda no pib e aumento do desemprego. O receituário neoliberal é este, juro alto, corte de gasto e de investimentos sociais, quem pena são os trabalhadores e o setor produtivo. Já o deus-mercado adora abocanhar juros e mais juros.

  5. Santos disse:

    Trocou-se 6 por 1/2 dúzia: Da. Dilma continua agarrada no osso mandando e desmandando na economia com um “novo” Ministro da Fazenda de faz de conta, Renan dará as cartas aprovando o que o governo inventar de novos impostos enquanto a Lava Jato não o incomodar, o toma lá dá cá dos partidos funcionará como nunca, o desemprego continuará aumentando, firmas continuarão fechando, os bancos continuarão fazendo fortunas, ou seja: continua tudo como está.

  6. Aparecido disse:

    A Dilma parece Presidente de Time de Futebol. só que ela contrata os jogadores O time não ganha ela manda o Tecnico embora e culpa os jogadores.A Dilma pode ter sido uma Revolucionaria,etc.etc.Mas como administradora mostrou a que veio.Pegou rabeira na popularidade do Lula e estamos agora pagando os 13 anos de Desgoverno.Falacias e mais Falacias.Fez um Bolsa Familia pra ganhar votos,não para mudar a vida daqueles pobres coitados.Jogou o Pais numa Deficit publico sem antes visto e agora mais essa.Bom pro Levy.Afinal voltara pra onde não deveria ter saido.O PT é isso mesmo.Seus Integrantes são assim.Todos estão errados só eles estão certos.

    • Andrei disse:

      Será que todo problema está no PT, na Dilma entre outros personagens? .. O bolsa família ajudou a ganhar voto? Com certeza, afinal muita gente conseguiu melhorar um pouco a vida atraves do programa, porém e culpa do governo, quando um espertão resolve fraldar o sistema e receber o beneficio indevidamente? .. É culpa do governo quando um espertão erra na virgula quando esta fazendo o imposto de renda e ao inves de colocar r$1.000,00 de gastos medicos coloca r$10.000,00 .. e culpa do governo que pessoas que deveriam zelar pelas empresas publicas ou pelas assembleias país a fora resolvem se beneficiar com propinas e fraudes? .. Se eu fizer minha parte, você fizer a sua .. cada um fizer o certo, com certeza sairemos dessa situação, mas enquando houver gente olhando para o proprio umbigo, a luz no fim do túnel ficará cada vez mais longe.

      • Carlos Alberto disse:

        Seu comentário é bastante pertinente Andrei, se nossa receita tivesse o rigor da receita Norte americana, por exemplo, estaríamos em maus lençóis, uma parte enrolado na malha fina e boa parte na cadeia mesmo.

  7. Luizz disse:

    Este senhor é um ilustre desconhecido, guindado se não me engano por Mantega, para um cargo de terceiro ou quarto escalão.
    A sra. Presidenta, efetivamente, com se diz por ai: Não precisa de inimigos.Ela cuida sozinha da sua e da desgraça do pais.
    Ambos, cria do petismo, sem carisma, sem tique para as câmeras e muito menos para o mercado.
    O petismo não tem cura!!!

  8. Alexandre disse:

    O problema do Brasil, vem da origem do país. Os brancos não aceitam compartilhar a riqueza do país com os pardos negros. O PT tentou mudar isso mas não conseguiu pois brancos coronéis continuaram com o poder financeiro. A historia nos fala, só se muda um o poder do dinheiro com as armas na mão.

  9. JC Tavares disse:

    O problema é político, se Dilma conseguir a maioria até agora negada pela tropa de choque de Cunha, o Brasil começa a andar, simples assim.

  10. Djalma Camacam Bomfim disse:

    Caro Kennedy,
    Entendo suas preocupações e, elas procedem mas, o Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão -MPOG é uma espécie de principal locomotiva da área econômica. Quem quer acertar e precisa validar suas pretensões, procura estar acompanhado de alguém em quem possa confiar. É como se estivesse numa encruzilhada e aí, tivesse dois caminhos íngremes para se chegar ao destino – um, comprovadamente ruim e outro que você não conhece. Minha preferência neste caso é escolher o que já conheço, assim, sei que chegarei ao destino.
    Acho que a presidente está querendo acertar, vai acertar, sabe que o caminho é íngreme e escarpado mas, vai chegar ao destino.

  11. Ingo vo Ledebur disse:

    o BRASIL pertence aos Brasileiros e não a um punhado de de políticos ou partidos corruptos o voto popular foi respeitado mas a vontade dos BRASILEIROS está sendo desrespeitada pois é ela que vai pagar a conta desses vagabundos e antipatriotas que roubam esse pais com a maior cara de pau
    necessário é fazer uma manifestação gigantesca para coibir estes abusos e desmandos com nosso dinheiro em desfavor de nossa vontade fora DILMA E CUNHA e todos demais Ladrões do governo.

  12. Pasquale disse:

    O problema do Brasil chama-se,povo brasileiro.
    Carnaval,cerveja e futebol.
    De prerencia um emprego,que não trabalhe e ganhe mais que eu merece.
    Com esse pensamento………..elegeram o PT

  13. Reginaldo Rodrigues disse:

    Kennedy, vc não estaria sendo precipitado em fazer suas conjecturas? E se a escolha do Barbosa for acertada e a nossa economia melhorar, vc vai ter que pedir desculpas não só ao planalto, mas aos seus leitores também.

  14. Ruy Teixeira disse:

    Se segurem que o piloto sumiu.

  15. PEREIRA disse:

    Eu ouvi muitas pessoas dizendo que FHC quebrou o Brasil. Eu não sabia como, então procurei me informar melhor.
    Na época que ele assumiu a presidência do país, o Brasil já estava quebrado por causa de Collor, depois entrou Itamar, e em seguida FHC. Ele pegou a inflação a 900%, privatizou empresas, com razão, o país estava quebrado, sem contar as crises que na época teve na Europa e na Ásia.Ele abaixou a inflação de 900% para 7%, além de implantar o Vale Gás, Vale Farmácia etc. Depois de todo o lixo da casa ser limpo, veio então o Sr. Lula – como quem não quer nada –, e se fartou sozinho do banquete posto à mesa. Ele com sua perspicácia criminosa, conseguiu observar que os programas sociais criados pelo PSDB, eram de extrema importância para compra de votos e, pasmem-se, o danado acertou em cheio! Eu não condeno os petistas por votarem no PT, apenas me surpreendo com a facilidade que esse partido tem de conseguir manipular tão facilmente essas pessoas. Somos reféns do PT.

  16. Wellington Trotta disse:

    Perdão, Kennedy, nessa sua análise não tem o meu aplauso. Barbosa é desenvolvimentista, portanto o marujo que o barco precisa. Outra, a Presidente também é ministra de todas as pastas. Um abraço.

  17. A bola da vez disse:

    Não digo que haja motivos para otimismo mas consigo ver alguns fatores que podem vir a favorecer a situação econômica. Levy era um extraterrestre, já o Barbosa é da tribo, além de talvez conseguir a aprovação de medidas com mais facilidade e agilidade, talvez consiga que a presidente o escute qdo afirmar que algo deve ser evitado. Se Barbosa for do tipo que sabe calar a boca e for abri-la para dizer só o estritamente necessário, sem gerar expectativas e nem fazer promessas, pode talvez conquistar alguma confiança do mercado. Barbosa não é nenhum super especialista mas o momento não exige um PhD. Basta ensinar o governo a viver com o que ganha, tipo finanças pessoais básicas. Dilma se encarregaria de justificar-se com os seus, ela é boa nisso. Para começar, deveria baixar a taxa de juros. Só isto já melhora um pouco o humor de empresário. E deve fazê-lo sem discutir muito com o BC. Faz e ponto. Melhorando seu status, daí poderia entrar em debates. Por enquanto seria bom que se isolasse.

  18. ademar disse:

    kenney!!! primeiro vc não tem a bola de cristal,se tivesse seria o escolhido,culpar o pt pela crise,o mundo esta em crise,o pt esta no governo porque os tucanos vederam tudo sumiram com a grana e quebrou o brasil 3 vezes

  19. Fábio Costa disse:

    A cada dia que passa fica mas claro para nós brasileiros o quanto somos ignorantes políticos e analfabetos em termos de economia, pois é sabido no mundo inteiro ou, ao menos no mundo globalizado e capitalista, que quem deve ditar as regras economicas é o mercado e não o governo, a este, cabe o papel de criar mecanismos e regras para fazer o país crescer, enquanto ficarmos escolhendo políticos populistas,que só se interessam em se manter no poder, com certeza teremos um desfecho parecido com Veneuela, Equador, Bolivia, ia citar Cuba, mas esta, ao ver que o caminho da miséria que estava trilhando estava errado, parece que acordou e começa a mudar de rota. Um país que se diz democrático tem por obrigação haver mudanças de comando de vez em quando, se não viveremos uma democracia de faz de contas e governos incompetentes como este atual.

  20. FERNANDO disse:

    Se a moeda interna é fraca, com pouca circulação devido ao alto juros para conseguir crédito consequentemente, a moeda externa se fortalece diante da primeira. Com a moeda externa fortalecida, aumenta-se o valor de produtos importados ou com componentes exteriores. Esta política de alta taxa de juros para descreditar o mercado interno ou diminuir o crédito no mercado interno graças as altas taxas de juros, descredita o mercado interno. O mercado interno assim como sua moeda fica bastante descreditada, necessitando a criação de bancos públicos ou a dminuição dos juros através de políticas públicas em bancos privados. O Brasil tem a terceira maior taxa do mundo e que vem aumentando, a inflação dos produtos com origem exterior também só vem aumentando. E como o mercado interno não cresce quando descreditado; é sucateado e dependente de produtos importados com o valor cada vez mais inflacionado devido a diminuição do valor da moeda e do mercado interno descreditado pelo próprio país.

  21. Francisco disse:

    Eu também não gosto da forma como o Estado de São Paulo é gerido. Não gosto de rodizio de água, não gosto de rodizio de homicídios, via PCC.

    Mas foram os tucanos que foram eleitos.

    Que as politicas públicas eleitas para a União, conduzam a União.

    Deixa quem foi eleito governar do jeito que foi eleito. De outra vez, vota melhor.

    PS. A Rede Globo teve o grau de investimento reduzido. Não me consta que a Globo seja “desenvolvimentista”, “trabalhista”, “keynesiana” ou “manteguista”.

  22. FERNANDO disse:

    Isto não beneficia em nada o país, a não ser que dependemos de commodities e exportação de poucos produtos, por toda a eternidade. A vantagem, mesmo que mínima, seria que com a dificuldade de conseguir crédito e de criarmos empresas ou produtos; importassemos produtos exteriores com alto valor inflacionado com a baixa cotação da moeda e facilitassemos a entrada de multinancionais que aproveitariam a demanda reprimida do país pela alta de juros encima da moeda. Teriamos uma avalanche de dólares e multinancionais, e seriamos todos escravos assalariados de multinacionais e mudariamos nossa moeda para o dólar. Seriamos um anexo dos EUA; seria uma possibilidade. Com o baixo valor da moeda e a alta taxa de juros até poderiamos criar uma industria, e aproveitar o baixo valor da moeda para exportar máquinas como exportamos soja; mas creio que isto seria difícil devido a pouco mão de obra barata e escrava que teriamos vendendo o país e o mercado interno para as multinancionais e o dólar.

  23. Ray Magno disse:

    Trocando figurinhas.
    É a mesma história de tirar o sofá da sala.
    O coitado do Levy entrou numa fria desde o início.
    O problema é sistêmico, é crônico; é político-administrativo, é a falência de valores.
    A única coisa certa neste plano de trocas seria a saída da presidenta e de todo o PT.
    O resto são falácias, é cobrir a mesa com um véu onde os convivas se regalam.
    O Brasil precisa aposentar todas as múmias do Planalto.
    Precisamos de juventude idealista e mudanças completas na mentalidade.
    Ou veremos sempre chover no molhado.
    Saudações.

  24. José disse:

    Você está certo Kennedy, o PT sempre faz o contrario, isso está no DNA do partido. Vamos pagar a conta, mas pagarei feliz, pois com isso o partido morrerá abraçada com a presidente e o pior ex-presidente. Adeus Partido dos Trabalhadores que não trabalham.

  25. Mauro Camargo disse:

    Meus caros;
    Quando o povo escolhe erradamente seus representantes, admitindo uma política de revanchismos políticos e modelos fracassados, nada podemos esperar senão a falência das políticas públicas. Desde o início sabíamos que, sem investimento na infraestrutura do país, com essa política populista de doação, ao qual, ignorantes políticos chamam de socialismo, jamais, poderia dar certo. Quando não investimos na base, o futuro é desastroso. “O socialismo funciona até acabar o dinheiro.”
    Politicagem, inversão de valores, incompetência e, principalmente, a falta de uma política voltada para os Recursos Humanos, onde a “meritocracia” poderia se fazer presente e fazer toda a diferença, faz com que tenhamos a certeza da triste derrota da sociedade . Esse partido foi a maior decepção da minha vida. Nunca tinha visto tamanha roubalheira e insensibilidade com o nosso querido Brasil . Só Deus na causa !

  26. FERNANDO disse:

    Se o Barbosa realmente baixar estes juros sacanas o país poderá mudar. Quando aumenta-se o juros, diminui-se os pedidos de empréstimo da moeda local e consequentemente diminui-se sua circulação. Com a moeda descreditada já que ninguém pega crédito, ela perde o valor. Perdendo o valor, gasta-se mais importando produtos; aumentando a inflação dos produtos com peças importadas. Como a moeda não circula e está descreditada com a alta taxa de juros, o mercado interno não cresce importando cada vez mais produtos de fora e como são de fora e a moeda está descreditada; têm-se inflação dos produtos de maioria importada com industria destruída. Ninguém buscará crédito na moeda local com uma taxa de juros tão alta; descreditando a moeda e o próprio mercado interno. Abrindo espaço para as multinacionais se instalarem e o dólar tomar conta; até que sejamos escravos assalariados das multinacionais, que não demorará.

  27. Jefferson Silva disse:

    Agora sim o Brasil vai para o Buraco!!!! Essa cara é um crapula, ele nunca ajudou o Levy, semprou lutou contra ele e contra o Brasil. Fazia tudo para ser o ministro. Agora ele vai destruir o Brasil, e o PT junto. Quem vai investir neste país com um irresponsavel desses? Em breve teremos que pedir socorro pro FMI.

  28. Antenor disse:

    “Para agradar grupos sociais e empresários”.
    Parece um contrassenso!
    Como agradar grupos sociais radicais e irresponsáveis e os empresários, ao mesmo tempo?
    Esses radicais baderneiros que comandam esses pobres manipulados, não se preocupam com nada além dos seus próprios umbigos e interesses.
    Eu sempre lutei na vida para conseguir alguma coisa e nunca me apossei de nada de ninguém e nem nunca incentivei quem quer que fosse a essa prática. O trabalho duro e honesto é o que nos dá dignidade.
    O que esse povo aí, vestido de vermelho e empunhando uma bandeira que não carrega nenhuma cor da nossa do Brasil pensa que está fazendo de bem para a Nação? É só baderna, desrespeito à ordem pública e ensinamentos distorcido de cidadania.
    Qual empresário, sensato, que apoiaria isto?
    Ela, com essa mudança, poderá, sim, agradar os partidários da bagunça nacional; da desonra e da irresponsabilidade. Vamos ver no que isso vai dar. Esperem e verão.

  29. Alberto disse:

    Nada é tão ruim que não possa ficar ainda pior.Esse sr foi do grupo de “pedalar” de Mantega e Arno.Salvo êrro de minha parte seu nome é arrolado pelo TCU por dar pedaladas.Aliás pedaladas está na moda e muitos acham que até o STF deu umas pedaladinhas,inclusive eu.Pelo andar da carruagem vem aí uma nova matriz econômica,a mesma que levou o país para a atual situação.O tempo dirá.

  30. Yussef Papa disse:

    Caro Kennedy,

    Barbosa foi preterido no período Mantega por sua postura gradualista, menos afoita. Afastou-se do primeiro mandato Dilma justamente por divergir de Arno Augustin, não quanto aos objetivos, mas à velocidade das mudanças. Portanto, sua escolha não é insistir no “mesmo erro”. Erro teria sido escolher outro neoliberal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-30 15:52:07