aki

Kennedy Alencar

cadastre-se aqui
aki
Economia
24-05-2016, 21h00

Teto para despesa criará luta feroz no orçamento

Aliados do governo dizem que há votos para frear aumento de gasto
11

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

Não será fácil, mas os principais líderes partidários dizem que haverá votos, sim, para aprovar as medidas anunciadas hoje pelo presidente interino, Michel Temer. Estabelecer um teto para o crescimento dos gastos públicos é a mais importante e mais difícil delas.

Na prática, haverá uma disputa mais feroz para decidir quem ganhará e quem perderá espaço no orçamento público. Gastos sociais deverão ser afetados. Mas o governo Temer diz que a gestão Dilma tentou implementar mecanismo parecido e que, sem essa medida, o Brasil quebrará no futuro, o que prejudicaria mais os mais pobres.

*

Corpo a corpo

Michel Temer está buscando votos no Senado para assegurar que seja votado em definitivo o impeachment da presidente afastada, Dilma Rousseff.

Com a divulgação da conversa entre o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado e o senador Romero Jucá, que caiu do Planejamento, petistas tentam convencer senadores que votaram a favor do afastamento a não repetir o voto pelo impeachment. O PT argumenta que o governo Temer quer frear a Lava Jato.

O presidente interino reagiu. Defendeu a investigação e articula pessoalmente apoio no Senado. Hoje, Temer teve encontro com três senadores no Palácio do Planalto.

Assista aos temas de hoje no “SBT Brasil’:

Mais cedo, por volta das 15h20, houve um comentário na CBN sobre as medidas anunciadas hoje:

Comentários
11
  1. walter disse:

    Caro Kennedy, as medidas do Temer são indigestas, como já podíamos esperar…não há qualquer segredo, se não se pode gastar, joga-se os cartões fora; o teto de gastos sugeridos, se for aprovado, é uma iniciativa dura, mas muito interessante…
    O País precisa ter responsabilidade fiscal, a qualquer custo; não acredito que o congresso, não aprove; trata-se do inicio da saída para o País; não temos margens para nada, se o sinto não for apertado agora; não haverá amanhã; a época da irresponsabilidade com o dinheiro público, já ficou para trás; a dilma não voltará, e não elegeram ninguém, na próxima década; levaremos muitos anos, para esquecer a hipocrisia do lula e dilma.
    Quanto ao trabalho do temer, junto ao senado, é extremamente positivo; um gestor de boa vontade, deve estar conversando com seus pares, em qualquer época ou lugar…tenho certeza, que basta acontecerem coisas positivas básicas, e o governo se legitimará…

  2. Temos governo!
    O Brasil agora pode dizer que tem um governante novamente. Estávamos desgovernados por um longo período, o que causou um grande desajuste na economia. Uma bagunça!
    Farra com o dinheiro público, milhões gastos com publicidade enganosa para lustrar a imagem de bonzinhos, escondendo a verdade. Os vilões eram aqueles que diziam defender os pobres. Os vilões eram aqueles que causaram a volta da inflação, o aumento dos combustíveis, a bandeira vermelha na conta de energia elétrica, o desemprego em massa, falências e concordatas, a perda das notas de crédito, o PIB negativo por anos seguidos, a destruição da maior empresa nacional(que hoje é a mais endividada do mundo), e a ” corrupção sistêmica”.
    Atrasaram o Brasil 130 anos em 13 e ainda queriam dobrar a meta!
    Hoje nos cofres públicos, só restou vento ensacado. Vamos sofrer as consequências por muitos anos. Santa Mandioca do pau oco!

    • RACIONAL disse:

      Cidadão acorde!!!!
      Não seja ingênua Zika. Essa gente com lama até o pescoço vc chama de governo???
      Um presidente interino envolvido na CPI dos portos, envolvido na Lava-jato, quase metade dos ministros envolvidos em escândalos de corrupção…e vc vem nos dizer que temos governante?? É sério isso??
      O povo não aguenta mais. São as mesmas figuras no poder… Estão lá há mais de 2 décadas… ficam só pulando de galho em galho… ingenuidade acreditar que essa gente tenha compromisso com a nação…
      O povo quer!! O povo exige!!!
      Eleições gerais JÁ!!!!!!!!!!!

      • Ã constituição não prevê eleições gerais. Agora então é inviável! Para se ter eleições gerais agora, teríamos que mudar a constituição através de uma PEC. Isto demanda tempo e dinheiro. Não temos nenhum dos dois! O tempo corre contra os empregos e os recursos estão escassos. O rombo no orçamento é de $170 bi. Para chamar um plebiscito para saber se a população quer eleições gerais agora, teria que parar o país. Os políticos vão aceitar renunciar aos seus mandatos? Presidente, Governadores, Senadores, Deputados Federais, vão renunciar aos seus mandatos?
        Eu não votei na Dilma! Então eu não votei no Presidente Temer, mas, eu estou dando ao novo governo uma trégua momentânea esperando para ver quais medidas vão tomar para reverter o desgoverno anterior.
        É o que temos! A constituição diz que o Vice-Presidente assume.
        É um governo provisório até que se vote definitivamente o impeachment da ex.
        Que o povo aprenda a votar!

  3. Novo governo 1 X 0 Desgoverno e obstrução. Orçamento aprovado.

  4. Pasquale disse:

    Navalha na carne,aprende PT

  5. Romanelli disse:

    sim e não
    .
    se vc respeita o TETO constitucional sobre receitas por exemplo ..pra educação e saúde ..o resto pode sair por diferença
    .
    no mais é aquilo ..o PAÍS, antes de contar com o OVO antes da GALINHA deveria (tipo com uma pre sal), primeiro, se estabelecer ÍNDICES de desempenho pros diversos setores ..índices regionais, setoriais, municipais (leito por mil habitantes,salas de aulas por estudantes, leitos x especialidades, vaga escola professores ..etc etc)
    .
    e só assim, longe das desproporcionalidades mundanas e das confrarias políticas (tipo RR mandando mais que SP no senado), o país lentamente poderia se ver “homogeneizando” nos diversos segmentos pros milhões de seus cidadãos
    .
    o resto é matemágica pra contentar o glutão que não pensa noutra coisa a não ser viver de JUROS

  6. Bartolomeu Guimarães disse:

    Frear a lava jato não digo mas colocar um prazo para conclusão definitiva dos trabalhos é o que eu defendo. Chega de fofocas e de funcionários do judiciário se pavoneando na tv.

  7. Alberto disse:

    O processo de correção do estrago causado pela orcrim nos últimos anos terá de ser severo e demorado.Se assim não for continuaremos no fundo do poço.É o depois da tempestade vem a bonança a ser atingido.

  8. DIGA-ME COM QUEM ANDAS E TE DIREI QUEM ÉS !!! disse:

    O argumento contra o impeachment baseado na gravação de romero jucá e sergio machado nada tem a ver, visto que romero jucá sempre pertenceu à quadrilha retirada do poder, mudando de lado no final, camaleão que sempre foi: seu lema é estar sempre do lado de quem detém o poder.
    Michel Temer também pertenceu à quadrilha até bem pouco tempo atrás, porém, por falta de opção, o povo precisou lhe dar um voto de confiança, por ser através dele a maneira mais prática e urgente para o país ficar livre de um mal maior!
    Entretanto o atual presidente pisou na bola, mesmo tendo sido avisado para não colocar no governo quem estivesse sendo investigado ou mesmo suspeito de envolvimento em corrupção.
    O resultado é que muitos que lhe deram o voto de confiança, começam a ficar preocupados!
    Alguém que não sabe se desvencilhar de um romero jucá, desperta preocupação!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-11-25 05:43:21