aki

cadastre-se aqui
aki
Economia
26-09-2013, 13h16

“The Economist” tem razão?

7

A revista inglesa está certa?

Essa é uma pergunta que deveria levar a presidente Dilma Rousseff a refletir bastante antes de responder.

Muita gente no Brasil e no exterior concorda com a “Economist”. O que aconteceu com a política econômica brasileira de novembro de 2009 até hoje? Naquela data, a revista exibiu na capa o Cristo Redentor decolando do Corcovado. Dizia: “Brazil takes off”. E tinha um subtítulo que classificava o país como a “maior história de sucesso da América Latina”. Foram 14 páginas celebradas pelo governo Lula, como um aval ao modo petista de enfrentar a crise econômica internacional.

Agora, a capa é outra: “Has Brazil blown it?”. Ou seja, detonou, estragou, explodiu toda aquela história de sucesso? Em outras 14 páginas, a “Economist” diz que sim. E talvez ela esteja certa.

Na viagem a Nova York, Dilma teve dizer que o Brasil respeita contratos. Essa era uma questão superada pelo governo Lula. Lembra os tempos da “Carta ao Povo Brasileiro”. É fato que Dilma perdeu a confiança do empresariado. Falta de diálogo. Excesso de intervenção na economia. Estilo pessoal mais duro no trato direto. Muitas razões são apontadas.

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, perdeu credibilidade para liderar a economia. Mesmo assim, Dilma o manteve no posto. E ainda lhe deu a missão de vender mundo afora os leilões de rodovias e ferrovias do pacote de concessões, assunto do qual ele entende pouco.

As agências reguladoras foram esvaziadas. Quem manda na ANTT é o Ministério dos Transportes, por meio de técnico ligado ao Secretário do Tesouro, Arno Augustin. Daniel Sigelman, secretário de Fomento para Ações de Transporte do ministério de Cesar Borges, é visto pelas empresas do setor como alguém que não entende do riscado, mas costuma dar aulas magnas.

Enfim, há uma lista de pessoas com, no mínimo, capacidade duvidosa ou inadequada para a função cuidando de assuntos importantes. A presidente é a chefe do time. Antes de responder à revista inglesa, Dilma precisa responder a ela mesma por que a viola desafinou.

 

Comentários
7
  1. Alexandre disse:

    Nao entendo pq vcs levam essa revista tao a serio.
    Na propria Inglaterra eles sao motivos de piadas.
    Brasil nao caiu. Nao esta afundando. Simplesmente pq nunca decolou.
    Continuamos a ser oq sempre fomos.
    O Cristo, assim como o Brasil, continua no mesmo lugar.
    Abracos.

  2. JORGE JUCÁ disse:

    É TÃO ÓBVIO…DESAFINOU POR SER PESSIMAMENTE TOCADA…NA VERDADE TODA A ” ORQUESTRA” DESAFINA…

  3. alex disse:

    Pois é … o Brasil tá afundando e revista cobra US$ 1.700 por cabeça num seminários no Hyatt em São Paulo. Só que para atrair o público ávido por informações econômica e estratégica a publicação diz outra coisa: “A ascensão do Brasil tem sido uma das maiores historias de sucesso econômico da última década, com níveis recordes de investimento estrangeiro, milhões de pessoas retiradas da pobreza e uma classe média em expansão que criou um novo mercado global”. Vai entender estes ingleses …

  4. JOSE SEVERINO DAS NEVES disse:

    DILMA ESTA PERDIDA. E O PIOR. ELA NÃO ESCUTA,COMO TAMBÉM NÃO ACEITA CONSELHOS DE GENTE ESPECIALIZADA NA ECONOMIA.

  5. Levy disse:

    Como assim “E talvez ela esteja certa.” Ela fez uma pergunta. Lendo o artigo você verá prós e contras a economia do Brasil e na minha opinião tem mais prós do que contras.

  6. Antonio Mota disse:

    O Brasil está estabilizado, crescendo com o pé no chão, como um chefe de familia deve se comportar,tenham calma, essa avidez por catastrofes economicas voces não terão tão cedo. A ultima armação foi a patrocinada pelo sociólogo economista que acabou entregando o pais quebrado para o metalurgico, que teve que tirar o Brasil da mecânica e levar para a eletronica. O Lula teve que margulhar fundo para redescobrir o Brasil já que forcas estranhas impediram o Brasil de voar alto quando explodiram Alcantara. A Dilma está no controle,e nós sabemos do que a mulher é capaz, não a subestimem, o Obama já sentiu que é preciso D (Dilma) M(Merkel) (DM) DISCUTIR MERCADO.(mergulhar fundoquer dizer descobrie o Pré-Sal).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-07-15 09:44:05