aki

cadastre-se aqui
aki
Política
05-10-2013, 13h25

União Campos-Marina ameaça Dilma e Aécio

34

Nasceu hoje uma aliança capaz de romper a polarização PT-PSDB nas disputas pela Presidência da República. Tucanos e petistas duelam pelo Palácio do Planalto desde 1994.

O governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), marcou um golaço político ao oferecer à ex-senadora Marina Silva a possibilidade de se filiar ao seu partido, deixando em aberto a possibilidade de ela concorrer como vice dele ou até de apoiá-la para a cabeça da chapa. Deu um nó político na presidente Dilma Rousseff (PT) e no senador Aécio Neves (PSDB-MG).

Para quem dizia que não tinha “plano B”, Marina mesclou ousadia e pragmatismo ao aceitar a entrada no PSB. Como eventual vice de Campos, seria forte cabo eleitoral e poderia ir construindo a sua Rede. Como candidata a presidente, teria uma aliança poderosa para fazer frente ao PT e PSDB.

Por ora, não aconteceu a candidatura presidencial de Campos. Mas, agora, ela pode vir a acontecer. O governador de Pernambuco tem a simpatia do empresariado que anda contrariado com Dilma. O problema é a baixa intenção de voto nas pesquisas.

Se Marina transferir parte do seu cacife para Campos, será o suficiente para torná-lo competitivo a ponto de enfrentar Aécio com risco para o tucano.

No programa da Rede, está a proposta de acabar com a reeleição. Ontem, essa condição era lembrada por aliados de Marina como necessária para um apoio dela a um nome da oposição. Campos prometeu entregar a mercadoria.

Por último, Lula esteve certo o tempo todo em relação à estratégia de evitar hostilizar Campos. O lance do governador de Pernambuco tem potencial para derrotar Dilma no ano que vem, apesar do desdém frequente nas avaliações do marqueteiro João Santana a respeito das chances da oposição em 2014.

Foto: Agência Estado

Foto: Agência Estado

 

Comentários
34
  1. estamos c/ marina e Eduardo campos………..

  2. Everton disse:

    Ao meu ver, Eduardo e Marina irão ao segundo turno com Dilma. O Pernambucano inviabiliza a alta votação petista que corriqueiramente era dada ao PT nas últimas eleições. Com o nordeste divido e Marina Silva agregando a juventude, fica fácil entrar com força no sudeste onde a desunião Aécio-Serra enfraquece o PSDB…. Vale lembrar também que na transferência de voto é melhor um eventual segundo turno PSB x PT; Os tucanos para derrotar o PT se submeteriam a votar “40”, mas os nordestinos que tem pé atrás com o PSDB não fariam o contrário. Dado o exposto. Se tiver 2º turno entre Dilma e EduardoMarina o PT tem grande chance de derrota! Vamos juntos tirar essa petralhada do poder.

  3. sibelius oliverio disse:

    O PT CHEIO DE CORRUPÇÃO O PSDB NÃO É DIGERIDO PELA POPULAÇÃO UMA UNIAO DE MARINA E CAMPOS DARIA UMA NOVA PERSPECTIVA AO ELEITORADO NACIONAL O POVO QUER MUDANÇAS SIBELIUS OLIVERIO

  4. Tiago disse:

    Diante dos fatos foi o melhor que podia acontecer, a decisão de Marina foi acetada.

    Chega de PT e PSDB!!

    Eduardo e Marina 2014!

  5. Rodney disse:

    Essa aliança enterra o projeto presidencial do PSDB, já fragilizado pela falta de unidade internamente.
    Marina teve 20 milhões de votos e deve ganhar mais 5 milhões, Campos consegue de 10 a 15 milhões de votos no NE, suficientes para ir ao segundo turno com Dilma.

  6. Wander Veroni disse:

    Oi Kennedy!

    Para o jogo de xadrez que é a política brasileira, Eduardo Campos fez uma excelente jogada. Ao convidar Marina Silva para o PSB uniu forças. Se fizer bem o dever de casa, consegue sim forçar um segundo turno com a Dilma e criar uma dianteira interessante à candidatura do Aécio que, querendo ou não, está sendo erguida em PSDB dividido. Me surpreendeu!

    Um forte abraço,

    http://www.cafecomnoticias.com

  7. Penso que a “coligação democrática”, como já foi chamada a aliança de Marina e Eduardo é extremamente positiva para Eduardo, e um suicídio político para Marina. Com todo o posicionamento e as ações de Eduardo (sair do governo por exemplo) creio que seja pouco provável que ele abra mão da cabeça de chapa para Marina. Assim, restaria a Marina a vaga de vice. Com a vitória de Dilma (acredito nisso), a exposição de Marina (como vice em 2014) seria menor e fortaleceria Eduardo, seu adversário em 2018. Ao me ver, Marina só fecha sua série de erros e falhas. Como política/articuladora, é péssima e está fadada ao fracasso.

  8. Fernando disse:

    O PT e o PSDB não polarizam a política brasileira atoa. Ambos tem suas armas (imprensa, programas sociais…) e estratégias. Basta ver o que aconteceu com o Russomanno nas eleições para prefeito de São Paulo. Quando essas armas forem utilizadas contra a Marina e o Campos, eles não irão resistir.

  9. Paulo disse:

    Eduardo Campos é um riquinho mimado que cresceu numa bolha. Um coronelzinho que nunca passou por nada e é frio como uma pedra de gelo. Politicamente, vive na sombra do avô e dos investimentos do ex-aliado e presidente Lula em PE. Tem o mérito, sim, de saber lucrar em cima disso. Não é bobo e tem fome de poder. Quem é de Pernambuco sabe disso e quem é de fora irá saber. Marina é uma “inocente” útil para setores conservadores da sociedade e, claro, para a oposição. Antes, no PT, era uma coitadinha, crentezinha, petralha, esquerdóide, eco-chata e tudo mais, agora virou uma santa cheia de virtudes. Bom, selada a união, um que fique esperto com o outro, pois ambos já mostraram que consistência, fidelidade e gratidão não são seus fortes. O fato é que a união de Eduardo e Marina deve garantir o 2º turno, já que terão muitos votos de insatisfeitos com a polarização PT-PSDB. Aliás, o PSDB que se cuide para não entrar em queda livre. Apesar dos pesares, eu aposto que o salto na qualidade de vida da esmagadora maioria da população irá garantir um novo mandato para o PT em 2014. Aposto numa vitória da presidente Dilma por boa margem no 2º turno e com a oposição ainda mais enfraquecida. Será uma eleição animada.

  10. José Ricardo do Nascimento disse:

    Kennedy, e se o Lula for Vice da Dilma? Quem ganha, quem perde?

  11. LUIZ EDUARDO MICHELAZZO disse:

    EVERTON, SONHAR É DIREITO DE TODOS. CONTINUE SONHANDO.

  12. Sérgiobsb disse:

    Não acredito que o PSB vença o PT, mas uma coisa é certa o PSDB sai cambaleando e quase morto….Isso pra mim é a grande vitória do Brasil. Esse partido PSDB tá colhendo o que plantou. Pergunte ao povão… não adianta a imprensa bradar outra coisa….

  13. Danilo disse:

    Apesar de não poder desprezar essa aliança, não vejo grande ameaça ao PT. Eles vão tirar sim muitos votos do PSDB. Quem vai votar na Marina é quem não gosta do PT mas não tem estomago para votar nos tucanos.E Eduardo? Como vai tirar votos da Dilma? Não vejo como.Se Aécio e Serra não conseguirem colocar Eduardo/Marina embaixo do braço agora, não vão pro segundo turno.

  14. egidio lessinger disse:

    A união Campos e Marina projeta novo alento e grandes expectativas na política brasileira.

  15. IVANILDO disse:

    JA VOTEI EM MARINA E EM DILMA NO SEGUNDO TURNO.AGORA VOU COM NARINA E CAMPOS

  16. Está na hora de haver mudanças entrar um partido novo para fazer frente ao PSDB e PT que nada fizeram de bom para o povo Brasileiro.

  17. Está na hora de uma nova mudança, isto é, colocar um partido que venha a fazer algo de bom para o povo Brasileiro.

  18. roberto disse:

    Os analistas fazem previsões,mas se esquecem que o povo hoje é mais politizado que há 10/12 anos atrás,e essa união pode também não ter o resultado esperado por alguns. A Marina pregava uma política independente e isso combinava com o pensamento de boa parte do eleitor,apesar de que ninguém democraticamente consegue governar sozinho,mas a descrença nos partidos políticos faziam com que o povo acreditasse que ela conseguiria,mas e agora com essa união,será que esse pensamento continuará o mesmo??? Eu não acredito.

  19. Ricardo disse:

    Quero ver se Campos tem mais voto no Nordeste do que Lula. Talvez nem em Pernambuco. De todo modo a aliança quer se cacifar contra Aécio, esse sim o grande perdedor nessa história toda, e esta aliança então vai ter que ir para a direita do espectro partidário para, entre outras coisas, ser a opção do conservadorismo brasileiro e cair nas graças das grande mídias. A declaração de Marina sobre o chavismo já foi um sinal claro disso. Declaração esta esperada em Serra, Aécio e articulistas da Veja. O passo foi bem pensado, vamos ver se funciona. Eu acho que não, e no fundo talvez eles só estejam levando a sério as eleições de 2018…rss

  20. Leonardo Miranda disse:

    Pergunta importante que variou das obviedades do tipo: “você considera que a candidatura do PSB fica mais forte com a adesão de Marina?”
    O que é incômodo é a falta de definição de Eduardo. Enquanto todos ali se dirigiam a ele como candidato, ele mesmo negava o óbvio. Parece um certo constrangimento que beira o cinismo para se assumir postulante ao maior posto do país. Constrangimento este que da parte de Marina existe em relação a fazer política, fazer alianças, somar forças e que neste caso precisou ser superada em nome… em nome da mágoa, do rancor que ficaram bem expostos nas suas palavras. Creditar ao PT a não validação de seu partido é no mínimo estranho. Citar que no ABC houve cartórios que rejeitaram mais de 70% das assinaturas é uma indireta de péssimo gosto. E quantos por cento representaram essas assinaturas do ABC no universo das 95 mil rejeitadas?
    Resta saber agora quem perde mais com a filiação de Marina ao PSB, se Dilma ou Aécio? Algo me diz que a cambaleante candidatura do mineiro está sendo novamente repensada no ninho tucano.

    • Jeferson Rodrigues de Souza disse:

      É Leonardo concordo com você plenamente, o Planalto não teve absolutamente nada com a negativa matemática em desfavor da REDE( Nome muito Ruim), afinal a Marina nem representava uma ameaça, ela era apenas a segunda nas ultimas três pesquisas e no ultimo pleito presidencial obteve míseros 22 milhões de voto. E quanto ao Eduardo, KKK, esse não sabe nada, Bom mesmo é Dilma, que fora eleita apenas pela sombra do governo Lula, só que agora essa sobra já não mais valerá e o que será avaliado é por que continuar com a Meritocracia Burra e Paralisante, a e inércia econômica, o Espectro que se transformou a política externa, há quem acredite que as manifestações de Junho, Julho não estavam direcionadas para a incompetente Dilma e o PT, continuem pensando assim e “Nunca na história desse país” haverá uma derrocada como a que está em curso, continuem acreditando que apenas manipular pesquisas e usar a mídia resolverá a branca. Continuem..

      • Leonardo Miranda disse:

        Jeferson Rodrigues: como é? Dilma usa a mídia???? Você tá por de tro, hein rapaz! Depois dessa, nem vou responder seu textinho anterior. Apenas gostaria que me dissesse quantos por cento das 95 mil assinaturas rejeitadas vieram de cartórios do ABC? 100%??? Não houve problemas nas assinaturas? Foi tudo manipulação petista?

  21. DARCI disse:

    Faz dez anos que afirmei que Eduardo Campos iria disputar esta eleição, pois passados estes anos ele foi ganhando cenário nacional na política. Essa aliança com Marina não era prevista, mas sim com Aécio Neves era. Foi uma virada de mesa do PSB.
    Vamos ter um pário duro em 2014. As cartas estão na mesa.

  22. Pedro disse:

    Discordo!!! Acho que nenhum dos dois têm chances. Marina e Dudu , dois “fakes”. Produto fake só causa impressão à primeira vista, mas não dura porque não tem consistência e nem qualidade. Os dois estão dominados por seus mega-egos, achando-se mais reais que o rei!!! Marina e Dudu tornaram-se 2 deslumbrados consigo mesmos, muito por culpa da mídia. O povo não gosta disso. Acho que politicamente deram um tiro no próprio pé. Pior foi o discurso de Marina com seu eterno blablabla abstrato e nada de concreto e essa bobagem de “chavismo” do PT, que foi quem a fez politicamente e ao qual ela pertencia até ontem, pegou muito mal. Não ouvi hoje ninguém (inclusive muitos Marinistas) a elogiando. Como disse uma amiga, o conselho hoje pra Marina é : ” Marina, por favor, get real baby!!!”

  23. jailson oliveira costa e cruz disse:

    pois é o homi tava la no governo quetinho e o lula avisando”deixem ele ai” mas em nada adiantou tiraram e ainda deram de bandeja uma poderosa arma chamada Maria Osmarina Marina Silva Vaz de Lima,ou seja marina silva que mesmo que não se candidate fara grande estrago nas intenções petistas.

  24. Cemy Fraga disse:

    Não creio que Marina atualmente esteja com essa bola toda. Muitos já se decepcionaram com ela por certas atitudes que denotam que sua atuação não é tanto pela causa que ela diz defender e mais pela cobiça do poder! Duvido que ela venha a conseguir para si,se for candidata, ou para o candidato que vier a apoiar, os mesmos votos que obteve na última eleição. Talvez nem metade! Teremos um termômetro com as primeiras pesquisas.

  25. Anderson Gottardi disse:

    Mudanças a vista. Bom para a política, bom para o Brasil que precisa acelerar as reformas necessárias para crescer neste mundo cada vez mais globalizado .

  26. OSEIAS LUIZ LIRA disse:

    O PSDB PASSOU OITO ANOS NO PODER E O PT JÁ ESTA COM MAIS DE DEZ ANOS E ATÉ AGORA OS NOSSOS INDICES NOS QUESITOS EDUCAÇÃO E SAÚDE CONTINUAM ENTRE OS PIORES DO MUNDO EMBORA TENHAMOS UMA DAS MAIORES ECONOMIAS DO PLANETA. JÁ É TEMPO DE ALTERNANCIA DE PODER POIS COMO DIZ O POETA “QUEM SABE FAZ A HORA NÃO ESPERA ACONTECER” BASTA DE PT E PSDB

  27. Tenho certeza que a população brasileira irá abraçar essa candidatura,o Pt perdeu sua identidade hoje se encontra sem rumo envolvido e incentivando a corrupção, o PSDB um partido que traz contigo uma rejeição crônica por ser taxado partido da elite,e um fracasso como bancada de oposição.è hora de algo novo .

  28. olimpio alves oliveira junior disse:

    falar é fácil difícil é fazer o que lula e dilma já fez de bom para o povo do brasil ””os outros que ficaram para traz nunca fizeram nada errado não é isso que os teles jornais e revitas mostran

  29. Se por acaso, forças ocultas chapa-branca conspiraram para negar a criação do Partido da Marina , estas proporcionaram um tiro no pé. O PSB é dono da bola e cabe a ele decidir o que e como fazer com estes dois bons “jogadores”. Marina não precisa ser necessariamente candidata a presidente ou a vice. Basta dar seu apoio e partir para o jogo. Me parece que a eleiçao de 2014 será bem dividida entre psdb, pt e psb. Se a Dilma não levar no primeiro turno, ficará muito dificil ela ganhar o jogo. A não ser que o “juiz” da partida invente uma nova regra. O tempo dirá.

Deixe uma resposta para Kennedy Alencar Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-10-24 20:33:26