aki

cadastre-se aqui
aki
Política
26-10-2013, 1h31

Vamos ao que interessa

6

Não tenham dúvida de que o ex-presidente Lula vai se jogar de corpo e alma na campanha para reeleger a presidente Dilma Rousseff. É ponto de honra para ele.

Isso não significa que ele não tenha críticas a ela. Tem algumas. Acha que Dilma se deu mal ao não seguir conselhos seus. Avalia que a presidente erra na política, porque teria desprezado forças das quais vai precisar para se reeleger. Isso vale para o grande capital nacional. Vale para os aliados no Congresso. Vale para o PMDB. Vale para o PSB. Vale até para o PT.

Tem gente graúda no PT insatisfeita com a presidente. Dizem que ela não demonstrou apreço pelo partido e que se distanciou da cúpula petista.

A reforma ministerial prevista para dezembro será política. Lula, o PMDB e o PT querem uma reforma que prestigie os políticos. Ou seja, reunir forças e tempo de rádio e TV no horário eleitoral “gratuito”. Motivo principal: será um erro desprezar Eduardo Campos, Marina Silva e Aécio Neves.

De Dilma ao aliado mais distante do Palácio do Planalto, todos avaliam que a frase do jornalista João Santana sobre “antropofagia de anões” deixou a oposição com sangue nos olhos e muitos aliados dispostos a torcer contra o êxito do marqueteiro. A declaração de Santana é vista no PT como um ônus que terá de ser carregado na campanha. Mas todos esses petistas acham que Santana fez um bom programa de TV para responder às críticas na economia e destacar o social.

Lula, o PT e o PMDB gostariam que a presidente parasse de falar “meu governo” e passasse a falar “nosso governo”.

Por ora, todo mundo no campo governista acredita que Dilma vai se reeleger. Mas também enxergam uma quantidade de inimigos comprada que parece desnecessária aos olhos do pessoal que Marina Silva chama de pragmático. Ou seja, vai ser uma peleja.

Há uma avaliação desse pessoal supra citado de que ajustes na economia estão contratados para 2015, caso a presidente se reeleja.

Um grupo minoritário, mas bem influente no PT, avalia que Lula errou quando escolheu Dilma para sucedê-lo. Deveria ter acordado um mandato de quatro anos para ela, com a volta dele depois. Lula se recusou a fazer isso. Na época, pensou que seria um gesto menor.

Hoje, ele acredita mesmo que não deve ser candidato novamente à Presidência. Lula é um bom sujeito. Ele avalia que Dilma, com todas as críticas reservadas que faz e que não deverá externar, é a pessoa mais indicada para manter o rumo. Daí ele se empenhar para deixar o remo com ela.

Comentários
6
  1. Fernando Dória disse:

    Parabéns pelo blog. Clean e agudo..
    Qto. a “antropofagia de anões”, tá parecendo esse campeonato do Cruzeiro.
    Esse pessoal “não larga o osso” nunca mais !!

  2. Kennedy ótima analise como sempre….
    Uma humilde sugestão….
    Vc podia criar uma seção no blog para que os leitores colocassem propostas para os candidatos a presidente… Obviamente mediado por vc para não aparecerem absurdos….. Seria uma central de propostas dos leitores….certamente na campanha vc os entrevistará e pode fazer perguntas relacionadas as propostas dos leitores.

  3. João Carlos Welter disse:

    A coisa lá em cima não tá fácil.É o tal,”se correr o bicho pega,se ficar o bicho come”Acredito que Dilma gostaria de radicalizar e impor um estilo ‘limpa-trilhos’.Alas do PT pregam reformas,outras querem mais participação do partido.Não dá para atender todo mundo.Lula tinha mais jogo de cintura,Dilma é mais durona:o Brasil precisa de uma administração ‘alemã’.Mas como melhorar os índices econômicos e sociais e,ao mesmo tempo,ceifar a corrupção,o empreguismo e até controlar as rixas internas e com os aliados,se tem que conviver com PMDB e similares?Antes aturar o PMDB com Dilma do quê ver o partido no poder,como sempre,com o PSDB…Fica,Dilma,por favor.

  4. FABRICIO MOREIRA disse:

    A alternância de poder é fundamental à democracia.

    12 anos de lulo-petismo já deram o que tinha que dar.

    As ruas, em junho-julho de 2013, apontaram para isto também, além de outras pautas.

    Esta estória de PT versus PSDB também já cansou.

    Em 2014 temos a oportunidade de mudar isso.

  5. marisa isabel da silva disse:

    ACHO muito cedo dizer que a presidenta vai ser reeleita muita agua vai rolar eu acredito que vai dar uma revira volta o brasil precisa de muitas mudanças

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-30 23:35:00