aki

cadastre-se aqui
aki
Política
09-08-2013, 17h32

Verissimo critica “Volta, Lula” e crê na reeleição de Dilma

13

O escritor Luis Fernando Verissimo disse ao “É Notícia” que seria um “erro” o ex-presidente Lula tentar voltar ao Palácio do Planalto. Verissimo acredita que Dilma será reeleita no ano que vem. Na opinião do escritor, a imprensa tem antipatia em relação a Lula devido a “preconceito social” e ainda não digeriu “o sapo barbudo”. Seguem tópicos da entrevista, que será exibida na íntegra na virada deste domingo para segunda, à 0h30, na RedeTV!

“Volta, Lula” ou reeleição de Dilma?

“Volta, Lula”, não. Seria até um erro se tentasse voltar. Acho que vai ser “Continua, Dilma”. [A presidente será reeleita?] Acho que sim.

Avaliação do governo Dilma

Até a reputação dela é de uma pessoa meio autoritária demais. Talvez isso conspire contra ela, politicamente. Mas acho que ela não tem feito grandes erros. Eu gostei porque ela começou o governo tomando atitudes contra a corrupção, inclusive demitindo ministros. Perdeu um pouco desse ímpeto inicial anticorrupção, mas acho que continua num bom caminho.

PT e PSDB ainda vão polarizar disputa presidencial?

As forças ainda serão PT, PSDB e o PMDB, que bem ou mal têm influenciado a história brasileira nos últimos anos. Acho que vai ser por aí.

Imprensa usa dois pesos e duas medidas com PT e PSDB?

Não há dúvida de que há uma certa antipatia da grande imprensa brasileira com o PT, com o Lula. É bom saber que, num caso como esse [acusação de cartel no metrô de São Paulo], do PSDB, a grande imprensa está repercutindo. A notícia é um escândalo. Não dá pra saber que tamanho é esse escândalo, se tem figuras do PSDB. Mas é bom saber que isso está sendo noticiado. Não é só minha opinião, é opinião de muita gente que a grande imprensa brasileira, que tem sua ideologia, pertence a grandes empresas que têm sua ideologia, tem seus interesses e uma certa antipatia [por Lula e PT].

Razão da antipatia da imprensa em relação a Lula

Preconceito social. O Brizola dizia que a burguesia brasileira ia ter que engolir aquele sapo barbudo que era o Lula. Ele não simpatizava muito com o Lula, mas gostou de ver que o conservadorismo brasileiro teve que engolir o sapo barbudo. Esse sapo barbudo não foi digerido ainda, apesar de todos os anos de governo do PT, agora da Dilma também. O sapo barbudo, o torneiro mecânico que chega à presidência da República praticamente inculto, não fez um governo catastrófico. Fez um governo em que houve avanços em muitos setores, desilusão em outros setores, mas fez um governo, na minha opinião, melhor que o anterior.

Avaliação sobre a imprensa brasileira

No sentido político, é uma imprensa conservadora. Os grandes jornais pertencem a grandes empresas. Grandes empresas têm uma ideologia de mercado, essa história toda. Defendem seus interesses e suas ideologias. Mas, fora do conservadorismo natural da imprensa brasileira, tecnicamente é uma das melhores do mundo. Pelo que eu conheço da imprensa do mundo todo, é uma imprensa tecnicamente muito boa.

Comentários
13
  1. Antonio paulo disse:

    “A mídia ainda não digeriu o sapo barbudo”quem tem que digeri é o povão que gosta do Lula.Um líder mundial.O dia que a Dilma quiser sair,depois de outro mandato, ele volta sim.Mesmo porque ele faz questão de ser cabo eleitoral dela. E que privilégio ter Lula como cabo eleitoral.

  2. Joao Alencar -Taubate disse:

    Não concordo que há preconceitos da dita “burguesia” com Lula. O que a mim incomoda,é essa postura de:”ele é nossa cara”!Me perdoem, mas minha família, com muita dificuldade, fez nos 6 filhos estudarmos, numa época, década de 60 e 70, que não era fácil o ensino universitário. Sim 6 fihos, estudaram. Pai, funcionário público de baixa renda e mae, com prendas domésticas, e comércio alternativo. Vejo em Lula, aquele que se fez presidente com a “nossa cara”: não estudou, não se preocupou em melhorar sua formação, como profissional e pessoa. Apenas se segurando num carisma. Não dá! Vende uma imagem que pobre é pobre sempre; merece “bolsas” e a eterna tutela do estado. Isso graças ao “povão” que não tem formação, nem senso cr´tico. Esse mesmo brasileiro que em sua maioria, é formada por analfabetos funcionais, que são hoje, a grande maioria da população, infelizmente. Ou nao? Ou nossa população possui boa formação escolar, educacional?
    Outros que defendem Lula, são funcionário federais e jornalistas que são da “esquerda festiva” e vive de favores do poder. A mim, que sai de classe baixa e com méritos da família e meu, cheguei a uma profissão liberal, dentista e nem por isso me acho “elite”,apenas um brasileiro que lutou, e muito, para estudar. Só. Isso, sem bolsas famílias, etc, apenas com trabalho e esforço.

    • Antonio paulo disse:

      O Inácio está totalmente enganado,quando os militares assumiram em 1964 era para entregar para os civis no máximo em um ano.Ficaram 20 anos praticando as maiores barbaridades.Temos que apostar na democracia,no aperfeiçoamento dela.Mas nunca pensar na volta de militares.O povo devagar está aprendendo a votar.Agora o que tem que ser aprovado urgente urgentíssimo é a reforma política,principalmente os financiamentos de campanha.Financiamento privado não da mais,os políticos ficam refém dos empresários.

  3. Gostei de ler seu comentário, entretanto penso um pouco diferente, talvez porque seja o meu desejo de não ver a continuidade petista no próximo governo em 2014.
    O lamentável é que não temos um líder, mas acredito que ele renascerá, ainda que as Forças Armadas tenham que assumir o Governo, porque está mais do que provado que os civis são incompetentes para uma gestão desse porte, porque vimos muitos aproveitadores da Nação, quer sejam de Direita, quer sejam da Esquerda.
    A Classe política Brasileira está podre e demonstra competência para governar a nossa Pátria.
    O Congresso precisa ser fechado enquanto os futuros representantes do povo passem num concurso público para se candidatarem às futuras eleições.
    Assim não teríamos mais Tiriricas, Lulas e Presidentas incompetentas nos representando.
    A nova Ditadura não teria mão de ferro como a anterior, mas se encarregaria de julgar todos aqueles envolvidos nos últimos escândalos e fazendo-se cumprir a Lei se condenados.
    Não é possível termos ladrões condenados soltos e legislando em nosso nome.

    É o que eu penso!

  4. Sou da opinião que se o Lula se candidatar, se reelege.
    Mas creio que não é o melhor caminho.
    Ele saiu do poder de cabeça erguida, com grande popularidade e excelente aprovação.
    Melhor manter isso.
    Considero mais importante agora a função dele de cabo eleitoral. Com a aprovação que ele deixou em seu governo ele consegue eleger grande parte dos que ele apóia e acho isso muito mais válido pra fortalecer o governo do PT por todo o país.
    E a Dilma? Claro que se reelege!
    Graças a Deus!!!

  5. kleison disse:

    Achei que você poderia torcer até a última gota nessa entrevista.
    Queria mais conteúdo, pois não falta ao Verissimo.

  6. Amauri Pessoa disse:

    Gostei. Kennedy Alencar, faz análises sem rsbuscados, dá opiniões diretas sem agressividade ou ironia. Ê dos bons. Qto. a entrevista do Veríssimo, é só ler alguns dodos comentários para constatar que ele tem razão. Por isso extou com Brizola e não abro.

  7. clovis vieira jr disse:

    concordo com o Erico Verissimo, nao vejo no horizonte, nada que impeça a reeleiçao da presidenta apesar da má vontade midiatica, hoje essas forças estao enfraquecida depois do dia 13 de junho, o famoso “O Gigante acordou”, a aoposiçao e fraquissima, seus candidatos nao colou, e para piorar esse mega escandalo que diga-se de passagem, nao foi o PT que denunciou, e sim uma investigaçao internacional que respingou nas terras tupiniquim, portanto em 2014 eu estarei com Dilma.

  8. Amauri Francisco de Oliveira disse:

    concordo com o que disse o Verissimo, muito coerente nas suas posições e é disso mesmo que precisamos, boas opiniões para fortalecer as nossas convicçõe

  9. LUIZ LEITE disse:

    É necessário que as pessoas entendam e aceitem que qualquer democracia só se torna perene com a alternância do poder. Então, a reeleição da Dilma, ou a volta do Lula, não é apenas uma questão de manter ou não as políticas em curso, certas ou erradas, a questão primordial é: se queremos dar solidez à nossa democracia, é preciso renovar o poder, é preciso alternar o grupo político mandatário. Do contrário, as instituições se fragilizam e o grupo político mandante (gestores do momento) aprofunda de tal maneira seus vícios e aparelha as instituições com indivíduos comprometidos, por ideologia ou por interesses escusos, que dificilmente haveremos de caminhar na busca de uma sociedade ética e justa.

  10. Paulo Roberto Martins Almeida disse:

    Kennedy você perdeu a chance de perguntar a ele sobre o ”controle social da mídia”, seria interessante ver a opinião dele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-25 19:14:42