aki

cadastre-se aqui
aki
Política
26-04-2019, 9h13

Veto a propaganda do BB é o retrato da era Bolsonaro

Atraso guia o presidente; História registra e julga
15

Kennedy Alencar
BRASÍLIA

O Banco do Brasil foi criado em 1808 por dom João 6º. Foi uma das primeiras medidas da família real portuguesa, que chegou aos trópicos fugindo de Napoleão. Com 211 anos, faz sentido uma propaganda com ares modernos para atrair jovens que abriram contas em fintechs _expressão inglesa que vem de “financial” e “technology” (financeiro e tecnologia).

Mas essa propaganda, apropriada para o público jovem, foi vetada pelo presidente Jair Bolsonaro. O presidente do Banco do Brasil, Rubens Novaes, concordou com a absurda decisão. O imbróglio resultou na demissão do diretor de Comunicação e Marketing, Delano Valetin, contrariado com a intromissão. As cabeças de Bolsonaro e Novaes parecem estar lá no século 19.

Cada tempo, cada era, tem o seu cronista, tem o seu retrato. Esse episódio é o retrato da era Bolsonaro. O atraso guia o presidente.

O negro incomoda.

O gay incomoda.

O diferente incomoda.

A diversidade incomoda.

O mundo está globalizado _junto e misturado. Não adianta lutar contra isso.

Poderosos de plantão passarão. Podem exercer seus pequenos poderes, para fazer um paralelo com uma canção do Caetano Veloso. Eles causam enorme dano ao país ao promover a agenda da barbárie. Mas passarão. A História registra e julga.

O “Jornal da CBN – 2ª Edição” terminou ontem ao som de “Podres Poderes”. Ouça este comentário a partir dos 25 minutos e 40 segundos no áudio ao final deste texto.

*

Vergonha

Para coroar mais um dia de estímulo ao retrocesso civilizatório, o presidente da República disse em café da manhã com jornalistas que o Brasil não pode ser um país de turismo gay. Que os estrangeiros venham transar com as brasileiras, convidou, segundo relato de quem esteve lá.

O país levou décadas para criar uma conscientização contra o turismo sexual, fortemente ancorado no abuso de crianças e jovens pobres. Homofóbica, preconceituosa e atrasada, a declaração do presidente da República simplesmente envergonha o Brasil.

*

Mais um tiro no pé

No dia em que a equipe econômica divulgou contas que estimaram o impacto fiscal da reforma da Previdência em R$ 1,2 trilhão, o presidente disse que uma economia de R$ 800 bilhões já seria suficiente.

No Congresso, onde o mais bobo tira a meia sem tirar o sapato, a fala presidencial foi lida como um golpe na negociação pretendida pelo ministro da Economia, Paulo Guedes. Ontem, os R$ 800 bilhões viraram teto.

*

Gesto necessário

No encontro com jornalistas, Bolsonaro procurou minimizar atritos com o vice-presidente Hamilton Mourão. Estiveram lado a lado, procurando baixar a temperatura da crise estimulada por Carlos Bolsonaro.

*

Jogo duro

O presidente da comissão especial da Câmara para a reforma da Previdência, o deputado federal Marcelo Ramos (PR-AM), reprovou a fala de Bolsonaro sobre os R$ 800 bilhões. Disse que o presidente agiu de forma “contraproducente” para aprovar a proposta enviada.

Ramos deu recados duros. Disse que, do jeito que está, não será aprovado o novo regime de capitalização. Afirmou que haverá resistência a esticar o tempo mínimo de contribuição de 15 para 20 anos. Elencou outros pontos em que haverá embate.

Ouça a entrevista concedida ontem ao “Jornal da CBN – 2ª Edição” a partir dos 7 minutos e 30 segundos no áudio abaixo:

Comentários
15
  1. BRAGA-BH disse:

    Chama o sindico!!

    • walter disse:

      Chama o Síndico mesmo, Braga e Kennedy; no dia em que o Bolsonaro em campanha, foi a Globo news e na Globo, sucessivamente com o Bonner; foi muito claro, sobre as verbas econômicas na publicidade; foi eleito por sua postura conservadora, com relação a veiculações de imagens…este questionamento ao BB, é consequência das novas expectativas, neste segmento; como qualquer governo, com suas diretrizes, quando assumem o poder…a trinta anos, as imagens do País lá fora, mostram carnaval, futebol…etc…digo mais, basta chegar em Fortaleza a noite; recebem estrangeiros, que vem de fora, para o Turismo…o Marcelo Ramos pres. da comissão, foi direto ao Bolsonaro, para não falar mais nada, sobre a previdência, e foi atendido…haverão ajustes, mas todos sabem, graças a campanha do Dória, e outros governadores, a reforma sairá rapidamente…tudo complica, inclusive a Venezuela no caminho.

  2. LYRA disse:

    Como é que ele, o Bolsonaro, pretende acabar com o “turismo gay”, quando ele próprio foi claro em dizer, que gastava todo o dinheiro recebido do povo brasileiro, a título do vergonhosos auxílio moradia, para comer gente em programas sexuais, somente não deixando claro se era como homens ou com mulheres mas, como ele diz que não gosta de pobre, negros, nordestinos, gays e MULHERES, a dúvida fica ainda mais latente.

  3. ROCK disse:

    Kennedy , seus comentários na CBN são uma luz no fim do escuro túnel que tem sido a midia frente a atual situação política do País – meus pensamentos encontram eco em suas falas sobre toda esta conjuntura atual e isso é bom pois muitas vezes me sinto sozinho e desamparado nesse mar medíocre de humanóides desprovidos de bom senso no qual respiramos .
    Parabéns pelo seu trabalho – espero que continue esta voz crítica e lúcida mesmo em meio à crescente sensura atual.
    Queria muito ouvir você comentando o Jornal da CBN de manhã ….. troco fácil e sem “pestanejar” o Sardenberg e o Camarotti por você ( na verdade , muitas vezes eu desligo o rádio quando entra estes comentaristas …. azar meu … e do Milton Jung …)
    Abraço .

  4. Valdir disse:

    Kennedy.
    Não vou mentir. Sempre fui bastante Realista em relação ao que Bolsonaro e sua equipe fariam ao assumir o governo. Pois bem. Ao que parece, o meu Realismo, na verdade era Otimismo. E, hoje, depois de quase 4 meses de Desgoverno, sinto dizer que nem os que se imaginavam Pessimistas conseguiriam prever tamanha Barbárie.
    Estamos sendo Desgovernados por um desequilibrado que, sequer, consegue gerir sua própria família.

  5. paulo disse:

    Esse lixo de presidente é uma vergonha…

  6. jose disse:

    Assisti a uma reportagem do jornal hoje em que autoridades do judiciário e do congresso nacional se pronunciaram no aniversário da globo. Deram a entender que se não fosse a globo o Brasil não existiria. Francamente, depois querem ser respeitodos. O governo federal quer diminuir cursos de ciências humanas. Não precisa, já existem 54 milhões de analfabetos políticos e tantos outros funcionais. E o Queiroz não depôs e ninguém fez condução coercitiva… (com 120 policiais federais para protegê-lo). 83 balas de fuzil e não encontram sequer uma faca de sobremesa no carro das vítimas inocentes. Mas a versão é a de que foram encurralados… são as mentiras que tentam impor como verdade. Não houve golpe e deram flores aos militantes. O deputado Marcelo Rubens Paiva, por exemplo, está sepultado no mosoléu da família que guarda o atestado de óbtos dele. Realmente, filosofia não é pra qualquer um, exige esforços pensa. É por isso que agem na truculência.

  7. Wellington Alves disse:

    O capetão não se dispôs a aprender economia em 28 anos como deputado. Nem estudar.

    Mas tem uma disposição para falar como as pessoas devem usar seu corpo. Prioridades.

  8. O casal Bolsonaro/Mourão, terão de rever os seus conceitos, pois a questão não é “quem irá lavar a cozinha, ou quem irá cortar a grama”. O problema é muito maior, ou seja: “Quem irá limpar as cagadas do cachorro”.

  9. Lucas disse:

    Eu JURO que torço para o governo dar certo (embora entenda que isso não vai acontecer) mas a cada dia que passa isso fica mais e mais difícil. Eu torço para que dê certo porque, se der errado vai ser pior para quem é pobre. Quem é rico se vira. Investe em outro país, monta uma loja, se manda para Cuba, Portugal, Espanha… Mas quem é pobre não. TEM que ficar e aturar e se lascar com as coisas medonhas que governos ruins tragam. E esse parece que realmente vai ser tenebroso, no geral.

  10. Riberto BUENO disse:

    Não é novidade que em muitos países a sociedade passa por um retrocesso civilizatório através do qual. conservadorismo, preconceitos e todas as formas de segregação se fortalecem através de pessoas que foram colocadas pela grande parcela reacionária da população brasileira.
    Essa parcela está cega, mas quando vier a tona as consequências desastrosa…aí ela voltará a enxergar, né? kkkkk

  11. edinaldo disse:

    Para isso que votamos e fizemos campanha gratuita para o presidente Bolsonaro . Sou negro e sempre estudei e trabalhei , e nunca me sentí ofendido em nenhuma ocasião .

  12. NIVALDO AZEVEDO disse:

    Todos juntos e misturados, não adianta lutar contra o povo, contra a cultura, governos passarão, Deus nos ajude e que este passe rápido e que não consiga destruir o Brasil.

Deixe uma resposta para BRAGA-BH Cancel reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2019-08-18 09:01:12